A manhã sagrada: reorganize-se para criar um espaço sagrado de disciplina e satisfação

 

 

 

Manhã sagrada: uma hora para quem tem disciplina para cuidar de si e viver mais satisfeito.

 

 

 

É extremamente difícil escrever sobre rotina de vida. Pessoas são diferentes e suas necessidades são muito diversas.

Há, porém, muito em comum pelo fato de viverem em uma mesma cultura. Portanto, tudo que é descrito abaixo serve para todos, basta ser flexível e adaptar à sua situação.

 

  • Acorde uma hora mais cedo. Durma uma hora mais cedo.

 

O objetivo maior é: tenha uma hora de “vazio” todas as manhãs.

É um treino necessário para todos. Viver lentamente, sem permitir que sua mente seja contaminada por pensamentos, inquietações e tudo que você fará ou se preocupará durante o dia.

Não busque notícias, nem se ligue à redes sociais ou e-mails. Esteja focado em ficar no vazio. Lento. Sem buscar qualquer outra motivação que não seja se perceber.

No início será difícil. Mas, com toda certeza, este momento se tornará o mais feliz do seu dia.

Desenvolver a sensibilidade é desenvolver a intuição. Também é desenvolver a capacidade de perceber e manter o que é mais nobre em você.

Mais

É a privação que garante equilíbrio para minha vida

 

 

A privação mantém o equilíbrio da minha vida. Autocontrole.

 

 

Antes de praticar a “mentalização 29” do blog Caminho Nobre te convido a refletir com a estória de duas irmãs, Maria e Joana.

 

Maria queria aparecer diante de Deus, por isto fazia o que Deus valoriza.

 

Joana queria aparecer para todas as pessoas, por isto fazia o que as pessoas valorizam.

 

Maria comia com frugalidade, comia apenas o que necessitava, assim mantinha seu corpo saudável.

 

Joana comia para ter muito prazer, comia de tudo e muito, aos poucos seu corpo foi transformando.

 

Maria queria ter uma vida simples, evitava muitos desejos e fugia da ostentação.

 

Joana estava sempre desejando, queria muitas coisas e estava sempre a espera de conseguir algo novo.

 

Maria estudava muito para poder trabalhar com o máximo de eficiência e ser digna da sua remuneração.

 

Joana achava chato estudar e estudava o mínimo para passar de ano.

 

Maria queria ajudar a mãe no trabalho doméstico, pois assim era grata ao amor que recebia.

 

Joana achava que Maria era puxa saco e que a mãe a chateava com os pedidos de ajuda.

 

Maria cultivava a boa vontade, o bom humor e o sorriso de compreensão; sabia que mantendo sua vibração elevada geraria paz e justiça à sua volta.

 

Joana queria fazer apenas o que gostava  e sofria quando era obrigada a fazer algo que não queria.

 

Maria acreditava que cuidando de si com carinho, gerando boas energias e paz em sua mente, teria corpo saudável e mais bonito.

 

Joana queria vários tratamentos e cirurgias para ser bela, magra e desejável.

 

Maria vivia intensamente o que era realmente importante e superava os obstáculos sem desperdiçar esforços.

 

Joana se perdia entre tantos desejos e acabava vivenciando inúmeros conflitos.

 

O tempo passou e as duas envelheceram.

 

Joana era uma mulher desgastada pelos sofrimentos que suas escolhas criaram para ela.

 

Maria, ao contrário, tinha cada vez mais paz e sabedoria.

 

Joana desejava ter a vida de Maria, mas não queria ter os mesmos pensamentos, sentimentos e atitudes.

 

Maria observava a insatisfação da irmã e torcia para ela mudar suas escolhas.

 

 

Moral da estória: quem não se priva constrói na própria mente pensamentos negativos, insensatos e de autossabotagem. Foi exatamente isto que aconteceu com a Joana.

 

 

 

Mentalização:

 

Quando me privo mantenho o equilíbrio.

 

Quando me privo ganho a liberdade mental.

 

Quando me privo me aproximo da paz e da coragem.

 

A privação que escolho me torna mais forte.

 

O autocontrole me ajuda a conquistar a sabedoria.

 

São tantos benefícios que me animo a escolher me privar.

 

Não quero, não desejo, não procuro.

 

Não uso, não sei, não preciso.

 

A privação destrói as máscaras e descubro o que é realmente importante.

 

A privação permite intensificar o bom em minha vida.

 

A privação me ajuda a planejar melhor meu tempo.

 

Escolho viver intensamente em meio ao equilíbrio.

 

Escolho o que é prioritário e vivo a vida satisfeito.

 

Eu me privo porque assim sou mais feliz.

 

 

Regis Mesquita

@tvidasassadas

 

 

[Mentalização 29, do blog Caminho Nobre]

 

 

 

Ajude o Blog Caminho Nobre recomendando esta postagem no G+, curtindo no Facebook, retuitando ou mandando o link deste texto por email.

 

 

Lista com todas as mentalizações do Blog Caminho Nobre

http://caminhonobre.com.br/mentalizacoes/

 

 

 

 

Lei da vida em ação:

 

Uma mulher come muito e está obesa, com dores no joelho.

 

Ela continua obesa e com dores por longos anos.

 

Ela não aplica a lei da vida: desenvolva em todas as áreas da sua vida a qualidade que você necessita.

 

Se tentar desenvolvê-la somente em uma área terá muito mais dificuldade para conquistá-la.

 

Observe:

 

A mulher não consegue ter autocontrole ao se alimentar.

 

Portanto, precisa desenvolver o autocontrole em todas as áreas da sua vida.

 

Ela insiste em tentar desenvolver o autocontrole somente na hora de comer.

 

Não atinge nenhum resultado positivo permanente.

 

Para desenvolver o autocontrole ela deve aprender a se privar.

 

Mas ela não quer se privar em várias áreas da sua vida.

 

O que ela escolhe?

 

Se iludir com remédios, tratamentos ineficientes, etc.

 

Porém, sem mudar interiormente e desenvolver a qualidade do autocontrole, os tratamentos surtem pouco efeito.

 

Desenvolvendo o autocontrole, a capacidade de escolher se privar em várias áreas da vida, ela não precisa de outros tratamentos.

 

O autocontrole significa capacidade de decidir livremente quando agir ou quando se privar da ação.

 

Sem se fortalecer através da privação o resultado será sempre negativo.

 

 

 

Campanha:

 

Siga o Blog Caminho Nobre por email.

 

Na coluna da direita, você encontra um lugar para digitar seu email. Após enviar seu email, você receberá um email de confirmação com link para você clicar e confirmar sua inscrição. Após esta confirmação você receberá todos os textos que forem incluídos no Blog Caminho Nobre.

 

 

 

Quanto mais me esforço, treino e aprendo mais sorte eu tenho

 

 

 

Para refletir 1:

 

Uma vida equilibrada exige autocontrole. O treino do autocontrole é a autoprivação. A maioria de nós, espíritos encarnados, está na vida terrena para desenvolver esta habilidade em meio à abundância. Quanto mais se tem, mais necessário o autocontrole.

Texto do blog Nascer Várias Vezes

http://www.nascervariasvezes.com/2012/12/importancia-autoprivacao.html

 

 

 

Para refletir 2:

 

A autoprivação, o sofrimento direcionado para o que é necessário, é fundamental para gerar força espiritual. Esta força espiritual é fundamental para sustentar o espírito nas grandes provações da vida. E o sofrimento direcionado é importante para gerar a percepção dos reais valores das coisas e das situações da vida. O treino é realizado no dia-a-dia. As situações cotidianas devem ser aproveitadas para treinar o autocontrole e a autoprivação.

 

Texto do blog Nascer Várias Vezes

http://www.nascervariasvezes.com/2012/12/importancia-autoprivacao.html

 

 

 

Para refletir 3:

 

Liberdade não é fazer tudo o que gostaríamos. Isto é escravidão! Deixar com que nossos desejos dominem nossa vida é uma forma fácil de gerar angústia, desilusão, preguiça, ineficiência, insucesso. O espírito forte observa a realidade e age segundo as oportunidades que aparecem, ao mesmo tempo em que traça metas de longo prazo e se dedica a atingi-la. Ele pratica a autoprivação voluntária, desta forma conquista muito mais e desfruta de muito mais paz, prazer e felicidade. Esta lição está gravada na mente de todos os espíritos encarnados, pois nas várias encarnações anteriores já aprenderam esta verdade.

 

Texto originário da página Nascer Várias Vezes do Facebook: https://www.facebook.com/nascervariasvezes

 

 

 

evoluir

 

 

 

 

Leia também:

 

Lei da Oferta e exercícios para se desidentificar do ego

 

O lugar das perdas em uma vida boa

 

Eles preferem sofrer com o que é conhecido por terem medo do desconhecido

 

Frases para esquecer e não acreditar (para não diminuir seu prazer)

 

Evolução é caminhar do complexo para o simples e do difícil para o fácil

 

Ninguém controla tudo o que acontece na própria vida

 

Ofertar sempre, para continuar vivendo bem

 

O excesso acaba com a concentração de crianças e adultos e dificulta a criação de vínculos afetivos

 

Preparo-me para todas as lutas

 

 

 

Os textos do blog  Caminho Nobre não podem ser adaptados ou alterados em qualquer forma. Você pode copiar, imprimir e distribuir gratuitamente os textos sem alterações, desde que sejam preservadas as fontes (nome do autor e link com o endereço do blog colocados no início do texto). Não é permitido vender ou obter qualquer outro benefício financeiro usando os textos do Blog Caminho Nobre. O uso maciço dos textos do blog (mais de 3 textos) necessita da autorização escrita do autor.

 

 

 

 conhecer livro  nascer

 

Conheça o livro Nascer Várias Vezes – um livro planejado para auxiliar a evolução espiritual das pessoas

http://www.nascervariasvezes.com/p/o-livro.html

 

 

 

Gostou das imagens desta página?

Compartilhe-as com seus amigos (sem modificações).

Quer conhecer centenas de imagens com belos pensamentos?

Clique aqui (Facebook)  ou aqui (Pinterest)

 

 

 

Cinco motivos para você aprender a parar seus pensamentos

 

 

Aprenda a parar seus pensamentos para sair do stress e da ansiedade

 

 

 

1) Viva descansado

 

O cérebro possui apenas 2% da massa corporal. Mesmo assim consome mais de 20% da energia diária que uma pessoa dispende.

O cérebro gera reações em todas as partes do corpo. Basta lembrar as vezes que você ficou triste e chorou. Ou das vezes que, ao rir, mexeu seus braços  e mudou suas expressões faciais. Ou o quanto sua mente e seu corpo ficaram tensos frente a uma situação de risco. Tudo significa dispêndio de energia.

Mas, o que realmente cansa as pessoas é que os pensamentos, quando desencadeados em sequência (1), geram muito stress.

Funciona assim: uma pessoa precisa chegar rápido ao seu local de trabalho, ela planeja qual caminho seguir.  Este planejamento inicial basta para encontrar a solução do problema. Para continuar a pensar no assunto ela tem que procurar motivos, geralmente negativos, que a estimulem a manter o pensamento ativo. Pode ser a lembrança de uma situação que a deixou nervosa, pode ser a avaliação de pequenos riscos, etc. A questão é: quase sempre serão fatores negativos e pouco significativos que manterão ativa a cadeia de pensamentos, o que gerará stress e cansaço.

Se a pessoa planejar seu trajeto e impedir novas associações mentais, a cadeia de pensamentos acabará. Ficará um vazio que trará a calma e a paz. O resultado é que o corpo e a mente ficarão mais descansados, sem stress e relaxados.

Para manter a mente relaxada, evite os pensamentos em sequência.

 

 

Gerando boas vibrações para dinamizar a vida

 

Eu estava no paraíso e não sabia

 

Um bom exemplo da diferença entre a mente reativa e a mente clara

 

 

 

2) Perceba as suas intuições

 

A intuição é uma das funções mais importantes do cérebro humano. Ele produz ideias, sentimentos e sensações diferentes daquelas que são produzidas pela consciência pessoal. Quando bem utilizadas, as intuições podem ser grandes aliadas para enfrentar os desafios da vida.

Uma das melhores características da intuição é trazer para a consciência informações e percepções que a pessoa normalmente não teria.

Em 99,9% das vezes a intuição aparece de forma sutil. Por isto é necessário treinamento para percebê-las. Por exemplo: a pessoa está em uma situação social e, sem motivo aparente, sente um frio na barriga. Se a mente está conturbada, com muitos pensamentos, será difícil prestar atenção nestes sinais; o frio na barriga passará despercebido e a pessoa não avaliará esta informação.

Quando a pessoa presta atenção nas intuições, ela tem mais elementos para tomar suas decisões. No exemplo acima, a pessoa poderia ter uma breve reflexão: “será que este frio na barriga é medo? O que está gerando esta sensação?” Ela pode avaliar e desprezar a informação da intuição; ou pode perceber que existem riscos que não estava consciente. Todo este processo dura poucos segundos, mas é muito importante para o bem estar de cada ser humano.

Quando existe o treinamento para parar (ou diminuir muito) os pensamentos, a mente fica mais calma e tranquila. Mente em paz percebe mais facilmente as comunicações que chegam até ela. São intuições emanadas pelo espírito, produzidas pela mente ou eliciadas pelo ambiente.

A intuição é um recurso muito importante para o ser humano atingir seus objetivos e desenvolver sabedoria. Aprender a utilizar as intuições é um ato de sabedoria.

 

 

 

3) Viva em paz, afaste-se da ansiedade

 

Você já aprendeu que pensamentos em sequência levam primordialmente ao negativismo. Uma das formas que o negativismo (gerado pela mente reativa) tem para se fortalecer é se associar ao desejo. O desejo quase sempre é o desprezo pelo que existe e pelo que se é.

Shakespeare, em Hamlet, escreve: “ Deus vos deu uma face, e fazeis para si mesmas uma outra…” Esta é a essência do desejo: desprezo pelo que existe (atenção: esta conclusão não vale para 100% dos desejos. Vale para mais de 95% deles; alguns desejos possuem outras características – como, por exemplo, o desejo sexual). A pessoa possui uma face, mas ela não considera que este rosto seja suficiente para trazer-lhe a felicidade e segurança; por isto ela faz muito esforço para se mostrar “melhor” do que já é.

Pensamentos em sequência conduzem ao negativismo, que despertam desejos sucessivos, que geram alta dose de ansiedade. Se uma pessoa está satisfeita com o celular que possui, ela fica em paz e tranquila e foca evoluir no que é essencial. Se ela começar a agregar desejos, ela se torna insatisfeita e ansiosa. O desejo e o negativismo estimulam a busca compulsiva; ela precisa mudar, variar, descobrir, saber as novidades. Gasta tempo e esforço com o que não é essencial, tudo gerando tensão, simulações mentais e desgaste inútil. O desejo ajuda a manter a insatisfação, que ajuda a manter a mente sempre soterrada em pensamentos sequenciais e sentimentos de ansiogênicos.

As pessoas reclamam que o mundo está cada vez mais estressante e elas estão cada vez mais agitadas e ansiosas. Ao mesmo tempo suas mentes “não param um segundo”. Esta agitação necessita ser controlada pela quietude; para que as tensões diminuam e o instinto de sobrevivência possa ser “desligado”. “Parar a mente” e se “desligar de tudo” é plenamente possível e absolutamente necessário para quem quer evoluir espiritualmente.

A meta é viver em paz, com satisfação e seguir o fluxo da vida.

 

Obs: te indico ler este texto que explica a segurança básica, hiperestimulação mental e stress: http://www.psicologiaracional.com.br/2014/01/o-todo-poderoso-reflexo-de-orientacao-o.html

 

 

 

4) Gere boas vibrações, afaste-se do negativismo

 

Observe esta situação: duas pessoas andavam felizes na rua quando alguém as xinga. Uma delas ficou indignada e irritada; sua mente ficou pensando no xingamento. A outra continuou alegre e seguiu seu caminho, sem que aquela situação gerasse nenhum pensamento em sequência.

Uma ficou infeliz e a outra continuou feliz. O resultado mostra o quanto é importante se treinar para dar menos importância ao que é externo.  O que ficou feliz manteve-se em neutralidade e não permitiu que seu pensamento se desviasse da boa direção.

A neutralidade permitiu que o foco continuasse a ser a felicidade. Manter este foco é mais fácil quando a pessoa mantém suas vibrações sempre elevadas. Quando vem o confronto, a perturbação ou o desafio negativo, a pessoa se permite ter pequenas perdas para manter a mente calma e em usufruto.

Ou seja, cada vez que estímulos negativos chegarem até ele, ele manterá o foco em suas boas vibrações. Ele escolherá preservá-las para que tenha paz interior e as conquistas realmente importantes para sua vida. Ele não perderá seu tempo e nem diminuirá o nível das suas vibrações, manterá na mente pensamentos relacionados aos estímulos negativos. A prioridade é manter as boas vibrações, desta forma toda a agressividade do xingamento é desconsiderada.

Os que são reativos estarão sempre brigando, pois a prioridade é responder ao estímulo negativo. Eles pensarão que os neutros serão bobos por permitir serem xingados sem revidar, sem ter pensamentos de indignação, etc. Na realidade, os neutros são pessoas que sabem escolher o que é realmente importante; são pessoas que aprenderam a diminuir seus pensamentos e cultivaram boas vibrações.

Quem cultiva boas vibrações aprende o quanto é bom e útil viver com energias nobres. Eles escolhem o que é bom e não largam o bom para vivenciar o negativismo, o stress, a ansiedade e outros sentimentos menos nobres.

 

Reflita:

“O espírito que evolui caminha para a neutralidade, pois cabe a ele manter-se em vibrações elevadas mesmo que à sua volta impere vibrações, pensamentos e sentimentos inferiores ou de sofrimento. Ao manter sua vibração elevada e sua mente clara e calma, o espírito elevado consegue aquietar o ambiente, e gerar condições para soluções eficientes, nobres e sensatas”.

 

Regis Mesquita

http://www.facebook.com/nascervariasvezes

 

 

 

5) Se ofereça o que é bom, cuide-se com carinho

 

É bom ser sábio. É bom ter paz na mente. É bom viver energizado por vibrações nobres. É bom enfrentar os desafios da vida com equilíbrio e bom senso. Todos os seres humanos deveriam escolher o que é bom e nobre. Deveriam abrir mão das reações e seguir rumo à neutralidade. Escolher o que é melhor é um ato de carinho por si mesmo.

Porque tão poucas pessoas escolhem este caminho? A) porque ele é pouco divulgado. B) porque os pensamentos sequenciais podem trazer alguns ganhos. C) elas não identificam muitos problemas que possuem na vida com a “mente tagarela”. Quantas vezes você leu um texto que associa o stress e a falta de energia com a mente que fica pensando compulsivamente? Você que estuda os textos do Blog Caminho Nobre tem a oportunidade de entender o funcionamento da mente reativa;  esta forma de funcionamento da mente desencadeia pensamentos em sequência, gerando tensão, ansiedade, desvitalização e outros problemas.

Lembrem-se: tudo que você pode ganhar sendo reativo, você pode ganhar com a mente clara. Mas, o nível mais elevado de sabedoria somente é conquistada com a mente clara, a mente neutra.

Com a mente aquietada, os sentimentos nobres se impõem. Sentimentos nobres ajudam a restaurar e harmonizar o ser. Ajudam a superar traumas e metabolizar positivamente experiências negativas. A qualidade de vida melhora, por isto é uma forma de carinho e respeito por si mesmo.

 

(1) Pensamentos em sequência: para explicar o que são pensamentos em sequência vou usar um exemplo. Maria foi convidada para um aniversário, ela pensa na roupa que irá vestir, lembra de uma festa e da roupa que usou (feliz), lembra de uma amiga que a criticou na festa (raiva), pensa no que deveria ter dito à amiga (raiva e tensão corporal), começa a imaginar como poderá revidar no aniversário, simula em sua mente os diálogos, pensa em ligar para outra pessoa e falar mal da amiga (mais raiva). Volta a pensar no vestido, lembra de um rapaz (a raiva se junta à insegurança), etc… Depois de muito tempo presa aos pensamentos que se sucedem, tendo se desgastado, ela escolhe um vestido e fica intoxicada com tantos sentimentos e pensamentos negativos.

 

Dica de leitura: Cuidado com a divisão da mente. Método para expandir sua consciência.

 

Autor: Regis Mesquita

 

 

Ajude o Blog Caminho Nobre recomendando esta postagem no G+, curtindo no Facebook, retuitando ou mandando o link deste texto por email.

 

 

Campanha:

 

Siga o Blog Caminho Nobre por email.

 

Na coluna da direita, você encontra um lugar para digitar seu email. Após enviar seu email, você receberá um email de confirmação com link para você clicar e confirmar sua inscrição. Após esta confirmação você receberá todos os textos que forem incluídos no Blog Caminho Nobre.

 

 

Várias imagens com pensamentos do Blog Caminho Nobre para você compartilhar

http://caminhonobre.com.br/2014/01/01/imagens-com-pensamentos/

 

Energia de qualidade é produzida sempre que estamos sintonizados com emoções nobres.

 

Pense nisso:

 

“A mente agitada cheia de necessidades, desejos e ansiedade responde com sofrimentos como insônia, stress, cansaço, dores, insatisfações, etc. A paz está em aproveitar do que se é e focar o presente. Pois é no presente que a vida acontece e é na verdade que podemos usufruir e melhorar sempre.”

Regis Mesquita

 

 

Estude também:

 

A quietude da mente gera paz e serenidade

 

Podemos nos esforçar para ofertar bastante e assim retribuir tudo o que recebemos

 

Usufruir a vida. O que, de verdade, significa isso?

 

O primeiro passo para mudar a realidade é mudar você mesmo

 

Sobre como os desejos produzem a maldade

 

Focar o presente e a simplicidade para amplificar a satisfação

 

A arte de aumentar o próprio sofrimento

 

Consequências e vantagens da mente clara

 

 

 

Anúncios que porventura apareçam neste blog são de inteira responsabilidade do WordPress, que é o destinatário dos lucros com eles obtidos, e não têm absolutamente nenhuma relação com o conteúdo ou com o responsável pelo Blog Caminho Nobre.

 

A única venda que este blog indica são os livros de seu autor, Regis Mesquita. Todavia, entendo que o WordPress, que hospeda gratuitamente este blog, tem que ter seus próprios meios de sobrevivência.

 

 

Um belo livro que vai te ajudar a ter mais qualidade de vida

Leia o livro Nascer Várias Vezes

Deixo o amor fluir para que ele molde meus pensamentos

 

emane o amor

 

 

O amor é verbo,

o amor é movimento.

A natureza do amor é fluir.

Procuro o amor que brota dentro de mim.

Quebro as resistências

e permito que ele flua.

Minha função, como humano, é retransmiti-lo.

Retransmiti-lo para senti-lo vibrar em mim

e me inebriar deste prazer único.

Emano o amor para que ele molde meus pensamentos,

energize meu corpo,

oriente meus comportamentos,

expanda minha consciência,

e desperte minha vocação.

O amor deve fluir,

o que exige de mim coragem e confiança.

 

Regis Mesquita

[Mentalização 28, do blog Caminho Nobre].

 

 

Lista com todas as mentalizações do Blog Caminho Nobre

http://caminhonobre.com.br/mentalizacoes/

 

 

As pessoas olham para fora buscando o amor.

Mas, o amor é uma força que já existe dentro de cada um.

Por imaturidade e falta de confiança nas Leis da natureza, este amor é bloqueado.

O amor é movimento; portanto, para bloqueá-lo é necessário gastar energia e construir pensamentos / sentimentos que justifiquem os conflitos internos que tiram força, sabedoria e prazer do ser humano.

Só há uma forma de bloquear o amor, gerando conflitos internos e externos.

O oposto do bloqueio é o fluir. Este fluir permite a autorrealização da essência de cada um.

O fluir do ipê amarelo gera a produção de flores amarelas. No ser humano o amor arrasta consigo as vocações e potenciais de cada um.

O amor é uma força que gera ação, concretização e realização.

O amor é a “máquina do Eu Sou”, quanto mais livre ele flui, mais ele dirige a vida da pessoa moldando-a de acordo com todos os conteúdos que existem em seu interior.

Pleno de amor, a pessoa que tem vocação para pintar se sentirá motivada para a pintura. Porque tudo que está em potência dentro da pessoa é dinamizada pelo amor.

O amor é motivador, ele gera prazer, energiza o corpo e estimula a mente. Com ele é mais fácil agir.

O amor que flui vem carregado de sabedorias. As escolhas não ficam limitadas ao conteúdo do próprio ego. Quando o amor flui existe uma somatória do conteúdo do ego com a sabedoria  que o amor carrega. O que aumenta a possibilidade de comportamentos e decisões mais eficientes.

O amor que flui gera muito prazer. Ao contrário do amor que se fixa, que pode gerar dúvidas, medos e outros sofrimentos. O amor que flui, por ser sábio, está sempre se adaptando e pulsando sobre a realidade total da vida da pessoa. Ela ama mais do que uma pessoa. Ela ama a vida, ama a tudo, porque o amar passa a ser o jeito desta pessoa viver.

Tendo no amor tantos benefícios, cabe ao ser humano deixá-lo fluir, retransmiti-lo.

Todavia, é necessário coragem, disciplina e confiança. O obstáculo mais difícil a ser superado é a confiança. Para o amor fluir é necessário que a pessoa abandone a ilusão de ter pleno controle sobre sua vida. O amor leva ao desconhecido o que gera sensação de desproteção. E o ser humano age como uma criança traumatizada que valoriza antes de tudo a proteção. Quando o amor aparece, trazendo a desproteção, o ser humano constrói muitos pensamentos e crenças que lhe afastam do fluir do amor.

Coragem e confiança são necessárias para abrir mão dos conflitos internos e das ideias pouco evoluídas. O prêmio é um grande prazer de fluir junto com o amor e ser abençoado por sabedorias e aprendizados evolutivos rápidos.

 

O ser humano é capaz de bloquear o fluir do amor. Mas, a energia sempre vibrará; portanto, sempre fluirá. O amor será substituído por quaisquer outros sentimentos ou sensações. Pode ser rancor, raiva, ansiedade, desejos, tristeza, alegria e outros.

 

 

Ajude o Blog Caminho Nobre recomendando esta postagem no G+, curtindo no Facebook, retuitando ou mandando o link deste texto por email.

 

 

Imagem

 

A vida da árvore, por ser “instintiva”, é um fluir. Ela retira da terra o que precisa.

À medida que ela se realiza enquanto árvore, ela entra em oferta. Ela cresce e seus galhos servem de pouso e abrigo para os pássaros.  Suas folhas são levadas para os formigueiros e seus frutos alimentam muitos animais.

A árvore não luta contra sua natureza; ela não tem esta opção. Ela não julga quem está comendo seus frutos, não critica a conduta dos pássaros e insetos que ficam juntos à ela. Ela deixa a vida fluir captando seus nutrientes e gerando folhas, frutos e galhos que são úteis para ela e para os outros.

Esta fluidez permite com que a árvore não gaste sua energia para sustentar bloqueios, como o humano é capaz de fazer. O menor esforço que a árvore pode fazer é realizar sua natureza. Se ela pudesse impedir a fluidez da sua natureza (para não dar frutos para um animal que ela considera ruim, por exemplo) ela teria que gastar grande parte de seus nutrientes e esforços para bloquear a si mesma. Nela teria que se autossabotar, judiar de si mesma, porque só desta forma poderia evitar sua frutificação.

A árvore flui, porque esta é a forma mais fácil dela viver bem e se realizar. O fluir garante o benefício do viver bem.

 

 

transforme em amor

 

 

Para refletir:

 

 

Vida é energia. Energia flui continuamente.

O ser humano é energia, ele vibra continuamente.

Ele pode vibrar baseado nas mais belas qualidades ou nos mais terríveis defeitos.

Todavia, jamais será capaz de bloquear o fluir de sua energia.

Se houver amor vibrará amor, se houver rancor vibrará a energia do rancor.

O ser humano é um conversor da energia que chega até ele.

Ele agrega características à estas energias.

Ao vibrar energias mais densas ficará mais cansado e “pesado”.

Ao vibrar energias mais sutis, mais nobres (energias “purificadas” pelo carinho, por exemplo) ele sentirá mais leve, cheio de força, em paz.

Possui melhor qualidade de vida para quem escolhe o que é mais importante para a vida do espírito.

Toda a natureza foi projetada para incentivar e recompensar quem escolhe o Caminho Nobre.

 

Regis Mesquita

Texto baseado nas ideias do livro Nascer Várias Vezes

 

Leia a introdução ao livro Nascer Várias Vezes

http://www.nascervariasvezes.com/p/introducao-do-livro.html

 

 

 

Campanha:

 

Siga o Blog Caminho Nobre por email.

 

Na coluna da direita, você encontra um lugar para digitar seu email. Após enviar seu email, você receberá um email de confirmação com link para você clicar e confirmar sua inscrição. Após esta confirmação você receberá todos os textos que forem incluídos no Blog Caminho Nobre.

 

 

 

Leia Também:

 

Mensagens espirituais inspiradas nos ensinamentos do livro Nascer Várias Vezes

 

Mente clara, a mente que abraça o amor

 

Aceitar viver a vida intensamente

 

Não julgue: uma regra para educar o espírito

 

Pablo Neruda, o poeta, explica os dois caminhos da vida e do amor

 

Todo bem que tu plantares será retribuído em vosso interior

 

livro

 Quero conhecer o livro do autor do Blog Caminho Nobre

 

 

Anúncios que porventura apareçam neste blog são de inteira responsabilidade do WordPress, que é o destinatário dos lucros com eles obtidos, e não têm absolutamente nenhuma relação com o conteúdo ou com o responsável pelo Blog Caminho Nobre.

A única venda que este blog indica são os livros de seu autor, Regis Mesquita. Todavia, entendo que o WordPress, que hospeda gratuitamente este blog, tem que ter seus próprios meios de sobrevivência.

 

 

 favoritos

O paradigma da montanha russa explica o porquê da sua pouca satisfação com a vida

 

montanha russa

 

Todos os anos dezenas de milhões de pessoas buscam prazer brincando na “montanha russa”.

Quanto mais radical, mais emoção. Como se dá esta emoção?

A pessoa entra na montanha russa e tem medo.

O medo provoca uma descarga de adrenalina que produz vários sintomas físicos e mentais.

Entre os sintomas mentais estão (preste atenção, porque voltaremos a eles no final do texto):

Focalização da mente (ela fica com a atenção totalmente focada na situação)

Presentificação (ela está totalmente no presente, ela “esquece” do tudo o mais. Não está com a mente dividida.)

Sair da fantasia alienante e acomodação no que é real. A vida fica mais rica, pois há uma maior intensidade nos estímulos. Diz-se que a mente “acordou”, saiu do estado semi-consciente.

Usufruto do que é real. Por sair da fantasia e focar a realidade, ele passa a usufruir com mais intensidade o que existe. A pessoa passa a ser um aproveitador da realidade.

 

 

A adrenalina é um hormônio de sobrevivência. Frente ao perigo/negativo ela prepara o indivíduo para agir (lutar ou fugir).

Se você leva susto, sente medo, está recheado de pensamentos negativos, é bem provável que você esteja estressado e esteja liberando mais adrenalina do que quem está calmo e em paz.

Na montanha russa você se coloca propositalmente em uma situação inicialmente negativa.

Quando termina a brincadeira aparecem sensações de vitória, poder e prazer (uma das maiores montanhas russas dos EUA vende camisetas com a estampa: sobrevivi à xxx (nome da montanha russa).

Estas sensações de vitória, poder e prazer aparecem porque o corpo libera outras substâncias, os opioides.

A recompensa por ter “sobrevivido” é a descarga de opioides que geram prazer e relaxamento.

Observe: primeiro gera-se o desconforto do stress, do medo e da insegurança.

Nestas condições o instinto de sobrevivência é ativado.

A recompensa por ter entrado em tal estado negativo (stress) é o alívio, que as vezes é seguido da calma e do relaxamento.

Existe um grande contraste, pois para ter prazer primeiro vai para o negativo e depois sobe para o positivo, neutro ou para o menos negativo.

Esta é a forma mais comum da mente reativa funcionar:

Ela produz repetidamente o negativo, para ter o prazer de voltar para o neutro, positivo ou um negativo menor.

Exemplo: primeiro a pessoa se coloca no menos sete. A recompensa que conquista é o alívio, o que faz subir para o menos dois, ou zero ou mais um. Este contraste gera prazer.

É O ALÍVIO REGENDO A VIDA DAS PESSOAS.

 

Sou uma fonte aberta que deve fluir

 

Cuidado com a divisão da mente. Método para expandir sua consciência.

 

Desocupe sua mente e tenha paz

 

Sobre como os desejos produzem a maldade

 

Resumindo: a mente reativa vive de produzir o negativo para então diminuir ou sair deste negativo. É o CONTRASTE gerado pelo alívio que gera o prazer. No caso da montanha russa existem várias qualidades mentais que são despertadas e que amplificam o prazer além da simples recompensa/alívio.

 

A descarga de adrenalina é como “um tapa na cara” que faz a mente da pessoa acordar; sair da alienação, sair do automático e entrar no real. Ao entrar no real a intensidade aumenta e aumenta o prazer (esta é uma regra mental).

Se você almoçar devagar, prestando atenção no paladar e no cheiro da comida, terá MUITO MAIS PRAZER. Também ficará mais satisfeito por muito mais tempo. Ao contrário, quem come rápido, pensando em outras coisas, de modo automático, sempre ficará menos satisfeito. O usufruto do que é real, a presentificação, a focalização, a não divisão da mente, sempre trarão energia para o corpo e satisfação mais duradoura.

Este é o caminho da mente clara. O caminho do fluir, o Caminho Nobre. A pessoa usufrui o que existe e está disponível, não precisa entrar em stress, nem ativar os instintos de sobrevivência, nem entrar no negativo para buscar o contraste(1).  A mente clara dá intensidade à vida e permite com que ela se renove através do fluir.

 

A pessoa com a mente reativa se “encaixa no perfil: alienado e desvitalizado precisa de um “chacoalhão” para cair na real. Tem gente que precisa perder para aprender a valorizar, não é mesmo? São pessoas alienadas que tem o bom, mas não prestam atenção, não usufruem. São perdedores e desperdiçadores da vida. … Quando a pessoa perde, sente falta. Ou seja, a mente reativa consegue perceber o negativo – a perda. Mas, não está preparada para lidar com o positivo, principalmente com o que é nobre – por isto não valorizam. Elas treinaram a mente para lidar com o negativo, a fim de tentarem se proteger. Não treinaram para permitir o fluir  do que é nobre – amor gerando satisfação, tesão, alegria.” ( ler o texto completo )

A pessoa vai ao parque de diversões e tem muito prazer porque despertou sua consciência e teve a recompensa do alívio. O choque de adrenalina e os opioides são a face química; o medo, a insegurança, o stress são a face emocional deste despertar. Mas, tão logo acabam os estímulos externos o padrão reativo tradicional volta a se impor, e a mente se desvitaliza e aliena. A mente reativa não sabe e não pode manter a consciência desperta.

Para “acordar” a mente reativa terá que gerar tensão, negativização, sentir sua sobrevivência ameaçada, entupir sua mente de pensamentos, provocar ansiedade, angústia, desejar muito, etc. O ciclo terá que se repetir, para que venha o alívio.

A mente que se mantém desperta tem mais prazer, satisfação e aprende a lidar com o que é nobre. A mente reativa, para acordar, precisa do paradigma da montanha russa. O que acontece de modo claro com a pessoa que procura a diversão com montanha russa (gerar o negativo para ter o alívio/contraste), acontece no dia-a-dia das pessoas – de modo menos intenso, portanto, menos claro.

 

(1) contraste: a pessoa que está a vários dias sem comer (situação negativa) considerará uma delícia comer um pão velho. O pão velho gera alívio da fome, por isto gera prazer. Se a pessoa não estiver com fome, não achará o pão velho uma delícia; talvez o considere com gosto ruim. Sem o negativo, sem contraste e sem prazer – esta é a forma da mente reativa funcionar.

 

Autor: Regis Mesquita

 

 

Dica: para estudar este texto do blog Caminho Nobre sugiro que você leia os textos que estão linkados. Cada texto traz vários exemplos diferentes que te ajudarão no entendimento profundo de cada detalhe.

 

 

Receba todos os novos textos do blog Caminho Nobre no seu email. Na coluna da direita tem um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição).

É simples! É rápido! É fácil!

 

 

mentalização 4

 

 

Para refletir:

 

Diz o ditado: o sujeito só se lembra do próprio pé quando o sente doer.

 

Às vezes, as pessoas só se comovem com a dor do outro quando se lembram da própria dor.

 

É por isto que pessoas que começam a sofrer tendem a se tornar mais interessadas na bondade.

 

Será que o ser humano precisa do sofrimento para colocar a caridade como parte muito importante da sua vida?

 

Não precisa. Ele tem algo que é muito mais importante que o sofrimento. Ele tem a consciência.

 

A consciência deve ser treinada para se direcionar para o que é nobre, justo e satisfatório.

 

Ajudar ao próximo pode ser uma grande fonte de inspiração para uma vida repleta de boas energias, boas vibrações, satisfações, equilíbrio e realizações.

 

Regis Mesquita

 

Texto originalmente publicado na página do Facebook – Nascer Várias Vezes 

 

 

 

Para refletir 2:

 

Se você despreza o que você consegue, você é um tolo.

 

Não tenha vergonha do que você é. Afinal, com o que você é e tem é possível ser muito feliz.

 

Não tenha vergonha de dizer para todos que seu futuro será muito melhor porque você valoriza o que tem agora.

 

Não tenha vergonha de mostrar que sabe cuidar com carinho de quem está ao seu lado.

 

Não se iniba jamais, pensando que é pouco o que você tem para oferecer.

 

Valorize o que está aqui e agora. Esta é a plataforma de lançamento de novas e maiores conquistas.

 

Portanto, não destrua o que é a sua força.

 

Regis Mesquita

 

 

 

Leia também:

 

Usufruir a vida. O que, de verdade, significa isso?

 

Podemos nos esforçar para ofertar bastante e assim retribuir tudo o que recebemos

 

A esposa que não soube intensificar sua alegria

 

O todo poderoso Reflexo de Orientação, o stress e o déficit de atenção

 

Estresse estimula regiões do cérebro associadas à depressão, ansiedade e esquizofrenia

 

Um bom exemplo de como os adultos empobrecem a própria vida

 

A quietude da mente gera paz e serenidade

 

Sou o único responsável por minhas ações, atitudes e pensamentos

 

Mentalização: ótima opção para descansar a mente e sair do negativismo

 

 

 

Para você que está conhecendo o Blog CAMINHO NOBRE: este site se propõe a ter textos originais sobre a Educação do Espírito e o Fortalecimento da Mente. Os textos visam facilitar o entendimento dos treinamentos necessários para a evolução humana.

 

Para manter contato sugiro que você coloque este site entre seus favoritos. Na coluna à direita você pode assinar o RSS e receber os novos textos no seu email.

 

Os textos do blog  Caminho Nobre não podem ser adaptados ou alterados em qualquer forma. Você pode copiar, imprimir e distribuir gratuitamente os textos sem alterações, desde que sejam preservadas as fontes (nome do autor e link com o endereço do blog colocados no início do texto). Não é permitido vender ou obter qualquer outro benefício financeiro usando os textos do Blog Caminho Nobre. O uso maciço dos textos do blog (mais de 4 textos) necessita da autorização escrita do autor.

 

A coluna da direita do Blog foi planejada para você ter acesso ao link de dezenas de textos do blog. Use-a para conhecer outros textos.

 

 

 favoritos

 

Imagens com pensamentos do Blog Caminho Nobre para você compartilhar


treinamento mental



Para ajudar o blog Caminho Nobre ser mais conhecido na internet você pode compartilhar as imagens desta página.

Desde já agradeço: obrigado!


amor fluir novo

 

ampliar sofrer

 

aproveito vida

 

ensinamentos caminho

 

evoluir

 

Não seja vítima, seja vencedor

 

mentalizacao 3



Dica: no final de cada página do Blog está a nuvem de tags (Palavras Chaves).  É uma ótima forma de ser direcionado para textos do seu interesse.


mente limpa

 

Quem manda na sua vida deve ser você

 

simplicidade1

 

vida interna 1

 

pura preguica

 

mentalização 4

 

valorize agora


Dica 2: para ver as imagens no seu tamanho real: clique sobre elas com o mouse.


antes de atitude

 

respire fundo e comece a mudar sua própria vida

 

O amor só se expande e amadurece quando não se transforma em dependência emocional.

 

Quem aprende e desenvolve qualidades consegue gerar mais paz, mais carinho, mais satisfação e mais sorrisos.

 
 

O Blog Caminho Nobre existe para te ajudar. Você também pode ajudar o blog Caminho Nobre. Compartilhe estas imagens com seus amigos e mande para eles o link dos textos do blog.

 
 

Deixe fluir tudo de bom que há em você

 
 
Atenção 1:

As imagens possuem tamanho maior do que aparecem aqui.

Para salvá-las em seu computador: primeiro clique sobre elas – para abri-las em seu tamanho natural. Segundo: clique sobre elas com o botão direito do mouse e selecione SALVAR. Terceiro: compartilhe as imagens com seus amigos.

Elas se adaptam automaticamente ao Facebook, Twitter, Tumblr, Instagram, etc.
 
 
Atenção 2:

as imagens colocadas aqui nesta página foram obtidas em sites (Google e outros) como sendo livres de direito autoral. Caso alguém considere que seu direito autoral foi desrespeitado, favor mandar um email que a imagem será imediatamente descartada.
 
 
Campanha:

Siga o Blog Caminho Nobre por email.

Na coluna da direita, você encontra um lugar para digitar seu email. Após enviar seu email, você receberá um email de confirmação com link para você clicar e confirmar sua inscrição. Após esta confirmação você receberá todos os textos que forem incluídos no Blog Caminho Nobre.
 
 

Leia também:

Cuidado com a divisão da mente. Método para expandir sua consciência.

O cego que enxergava

O que somos muda nosso cérebro 

Para a mente humana não existe o passado, somente o presente

Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez
 
Lista com todas as mentalizações do blog Caminho Nobre
 
 

Leia: mensagens espirituais inspiradas nos ensinamentos do livro Nascer Várias Vezes

 
 

Comente! Seus comentários são importantes.

favoritos

 
 
Anúncios que porventura apareçam no blog são de inteira responsabilidade do WordPress, que é o destinatário dos lucros com eles obtidos. Estes anúncios não têm absolutamente nenhuma relação com o conteúdo ou com o responsável pelo Blog Caminho Nobre.
 
A única venda que este blog indica são os livros do seu autor, Regis Mesquita. Todavia, entendo que o WordPress, que hospeda gratuitamente este blog, tem que ter seus próprios meios de sobrevivência.
 

Entradas Mais Antigas Anteriores

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 4.600 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: