Eu sou diferente! Histórias e decisões de quem pratica o Caminho Nobre

 

 

Mente Neutra é a mente que traz a paz em meio à tempestade

 

 

Eu sou diferente, pensou ele enquanto alguns amigos insistiam para que bebesse um copo de cerveja.

 

“Eu sou diferente deles e vou continuar sendo. Meu caminho é outro.”

 

Ele persistiu em sua decisão: “vou me divertir muito sem colocar nada de álcool em minha boca.”

 

Ele havia mudado, seus amigos não. Ele estava buscando o equilíbrio em suas ações. Como? Agregando novos objetivos e desenvolvendo novas qualidades.

 

Entenda: ele bebia muito, se divertia muito e no outro dia não conseguia fazer nada. Agora ele diverte muito e no outro dia está ativo para fazer outras coisas. Abriu mão da bebida.

 

Para não beber teve que desenvolver disciplina e perseverança.

 

Ele aumentou seu contato ativo (realmente participativo) com sua família. Ele decidiu: “meus pais estão vivos, é agora que tenho que curti-los”. Ele curtia a balada, curtia os pais, curtia sem beber, curtia muito mais a vida.

 

 

Mais

Anúncios

Se é este o meu caminho, é por ele que vou andar

 

A vida me oferece uma infinidade de coisas. Saber valorizá-las é fundamental.

 

Se é este o meu caminho, é por ele que vou andar.

Se é este o solo que sustenta meus pés, é nele que vou pisar.

Se é esta a verdade, será com ela que vou trabalhar. Mais

Aprenda a tolerar um pouco de sofrimento para fortalecer sua mente. Mente forte é mais preparada para evoluir e conquistar objetivos.

 

tolerar sofrimento

 

 

A mãe de João reclamava que ele era uma criança que não parava de brincar nem para comer.

Ou seja, João sentia o incômodo da fome e não mudava seu comportamento e nem sua felicidade.

Anos se passaram e a mente de João mudou. Ele já não brincava tanto e ia até a cozinha comer com bastante frequência.

João aprendeu a não tolerar o incômodo da fome (ou do desejo de comer).

O que aconteceu com João, acontece com muitas pessoas: aprendem a viver com pouquíssima tolerância com o desconforto.

O que mudou na mente do dele?

Mais

Cuidado com a divisão da mente. Método para expandir sua consciência.

 

mente limpa

 

 

O filósofo Osho conta a estória do Mestre Nan-In (reescrita por mim):

O imperador foi procurá-lo. Ao chegar à casa do mestre, viu um lenhador cortando lenha. Perguntou se Nan-In estava.

O lenhador,  que era Nan-In, respondeu: “O mestre não está disponível agora. Quando estou cortando lenha sou apenas um lenhador. Para ver o mestre o senhor terá que esperar.”

O imperador esperou e algum tempo depois Nan-In reapareceu com suas vestes de mestre.

O imperador perguntou: aquele lenhador era você, mestre?

O Mestre respondeu: agora eu sou mestre. Enquanto cortava lenha era apenas o lenhador.

 
Mais

Mais diferenças entre o funcionamento da mente clara e da mente reativa

 

brincar na chuva

 

Regis Mesquita

 

 

“É muito bonito na teoria. Mas na pratica é contraditório e duvido que seja funcional. Para a mente, se tu queres mudar algo é porque tu não está feliz com esse algo…”

Comentário de um leitor do texto: Aproveitar do que se é, a melhor forma de mudar a vida (e o corpo)

 

 

A mente reativa é, o próprio nome diz, reativa. Ela recebe um estímulo e reage a ele.

Se está ruim, muda. Se está bom, permanece.

Portanto, o estímulo da mudança é o negativo. O positivo não estimula a transformação. Ao contrário, o positivo é dica para a acomodação. Mais

Simplicidade e humildade geram o bom senso

 

A evolução do espírito é tornar fácil o que antes era difícil

 

 

Simplicidade e humildade geram o bom senso.

 

Simplicidade e humildade geram objetividade.

 

Simplicidade e humildade livram a mente da poluição de pensamentos repetitivos.

 

Simplicidade e humildade facilitam a intuição.

 

Tomo a decisão de acreditar na simplicidade. Mais

Pessoas que sofrem por causa da mente reativa

 

 

Jean Paul Sartre frase sobre a liberdade.

 

 

Jesus orientava as pessoas a oferecerem a outra face se forem agredidas. Este mesmo Jesus derrubou as barracas dos cambistas dentro do templo de Jerusalém. Existe contradição nestas duas posturas do grande Mestre? Não existe, se entendermos qual é a essência da mensagem de Jesus.

 

Refletiremos a partir de um exemplo: Antônio diz para os amigos que o João é seu “escravo”, pois ele é capaz de deixar o João bravo a hora que quiser. João conversa feliz, Antônio chega perto dele e começa a provocá-lo. Em poucos minutos João está enraivecido e Antônio está feliz. João fez o que o Antônio quis porque está acostumado a ser “mandado” pelo que acontece fora dele. João é reativo, por isto desvia dos seus objetivos e das suas escolhas sempre que é estimulado. Jesus nos alerta que isto é um absurdo. A pessoa deve seguir seu caminho e treinar para não se deixar dominar pelos estímulos que chegam até si. Este é o sentido de “dar a outra face”: não ser controlado pelo que vem de fora.

 
Mais

Corrigir erros, método certeiro para fortalecer a mente e ampliar a consciência

 

 

Ninguém aprende errando, aprende ao corrigir os erros

 

 
Ao longo de cada dia decidimos centenas de vezes. Na imensa maioria das vezes são pequenas decisões. É através destas pequenas decisões que reforçamos os modelos mentais que organizam a sequência que os pensamentos aparecem em nossa mente.

Exemplo: o homem quer entrar em um estacionamento, mas a entrada está obstruída por outro carro. Ele decide esperar no meio da rua e, com isto, paralisa o tráfego no local. Os outros carros começam a buzinar. A decisão do homem gera nele e nas pessoas uma série de reações emocionais, sensações e pensamentos. A decisão é um estímulo que desencadeia uma sequência de respostas. Com o tempo as respostas (pensamentos, sentimentos, sensações) vão se transformando em padrões (quase sempre se repetem) e criam um modelo de funcionamento mental.

Mais

Entradas Mais Antigas Anteriores

%d blogueiros gostam disto: