Siga os sinais da vida e evite a vida atrofiada

 

Carl G Jung. O inconsciente irá dirigir sua vida e você vai chamá-lo de destino.

 

 

Você precisa saber o que é uma vida atrofiada.

 

Nos dias atuais mais de  90% das pessoas vivem uma vida atrofiada. Neste texto vou te explicar como a vida fica atrofiada. Mas, primeiro você deve saber que a evolução espiritual leva à ampliação da consciência. O oposto da ampliação da consciência é a vida atrofiada. A vida atrofiada é a forma mais comum de autoboicote que existe.

 

Mais

Anúncios

Quando posso me perdoar? Os benefícios do autoperdão. A prática da higiene mental.

 

O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza; cura, onde a mágoa causou a doença. Papa Francisco

 

 

Quem busca a evolução espiritual precisa aprender a se livrar do “lixo” mental. Por exemplo: culpas, traumas, raivas, entre outros.

 

Existe um grande problema: tudo na natureza é importante e tem sua função. A culpa (por exemplo) é algo ÚTIL. Em quais situações devemos nos livrar de algo que pode ser útil?

 

Mais

Obrigado por me dar desafios que não quero

 

obrigado desafio1

 

 

As pessoas estão cada dia mais insatisfeitas

 

A grande insatisfação das pessoas se reflete na quantidade de reclamações que elas fazem.

A reclamação é uma forma de demonstrar descontentamento com alguém ou com uma situação.

A pessoa se considera prejudicada, ela não aceita e quer lutar para fazer valer os seus direitos.

Normalmente a pessoa “luta pelos direitos” dentro da sua mente (com pensamentos repetitivos e sentimentos negativos) ou de forma ineficiente (xingando, por exemplo).

Ou seja, o problema não é resolvido e NÃO acaba a insatisfação.

 

 

Três verdades para mudar a sua vida

 

O problema da reclamação é tão grave que quase todas as pessoas estão insatisfeitas sempre ou constantemente.

Sempre reclamam, julgam, brigam e desistem de boas atitudes.

O grande problema é a percepção deturpada da realidade.

Elas não percebem TRÊS VERDADES:

  • elas recebem muito.
  • elas aproveitam muito pouco do que recebem.
  • o que elas consideram negativo na maior parte das vezes é positivo.

 

Um exemplo simples:

o sujeito fica bravo porque o farol de trânsito ficou vermelho. Ele reclama do farol, com raiva.

Porém, nos dias em que o farol está quebrado ele demora 10 vezes mais tempo para atravessar o mesmo cruzamento.

Ele percebe a realidade negativamente porque está dominado pela mente reativa.

A mente reativa age assim:

Apesar de saber da importância do farol, ele REALMENTE VIVE a perda, a raiva e a tensão pelo fato do sinal ficar vermelho.

Você precisa aprender a viver com a Mente Neutra.

Uma forma de você se treinar a viver com a Mente Neutra é mentalizando as VERDADES MAIS ELEVADAS.

 

 

A gratidão nos ensina que quase tudo na vida é bom

 

A mentalização que você vai aprender é radical e verdadeira.

Agradecer o que vem e não está em nossos planos.

Agradecer porque precisamos que a vida nos obrigue a viver vários tipos diferentes de situações.

Estas situações são negativas? Não, não são.

São positivas. Porque nos obrigam a experimentar o que não experimentaríamos por nossa própria vontade.

Devemos aceitar e dizer: SEJA BEM-VINDA!

O resultado será mais sabedoria, mais maturidade, mais qualidades.

Tudo isto gera facilidades futuras. O que aprendi ontem se torna facilidade hoje. Um dia aprendi a andar, hoje ando com facilidade; entendeu?

Por isto, é bom viver o que não escolhemos.

Nosso foco deve ser NÃO reclamar. O foco deve ser APROVEITAR.

 

 

A mentalização

 

Obrigado, Obrigado Deus.

Obrigado por me dar desafios que não quero.

Obrigado por me fazer olhar para situações que gostaria de esquecer.

Obrigado por me lembrar que tenho forças para melhorar a mim mesmo e superar estes desafios.

Obrigado por não me esquecer.

Obrigado por me querer forte e capaz. E me lembrar que posso ser assim.

Me ajude, Senhor, a não esquecer de ti quando for minha vez de retribuir e amparar outra pessoa.

Obrigado!

 

Autor: Regis Mesquita

[Mentalização 30, do blog Caminho Nobre]

Mais

Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?

 

 

Por Regis Mesquita

 

Suponhamos que você esteja em um “beco sem saída”. Pensa, pensa e não encontra solução. Está na hora de inovar, fazer algo que você nunca fez. Está na hora de arriscar.

 

Observe: quando existe uma grande insatisfação é comum buscar o diferente, buscar a primeira vez. A vida está tão ruim que é necessário focar em algo novo para manter a esperança de que algo possa melhorar.

 

E quando a pessoa está plenamente satisfeita? Ela larga o que é bom e lhe satisfaz? Ela busca o novo e abandona o que é bom?

 

Mais

O cego que enxergava

 

gratidão: um coração grato tem mais alegria e força para viver bem a vida.

 

 

João tinha 19 anos e uma ótima família que lhe proporcionava amor, estudos, alimentação adequada, orientação, boa moradia. Enfim, João tinha tudo para ter uma vida feliz e alegre. Todavia, era insatisfeito e considerava a vida sem sentido e sem justiça.

 

Antônio tinha 32 anos e uma ótima família. A vida de Antônio era muito parecida com a vida do João, à exceção da cegueira e da felicidade.
 

Mais

O diálogo com a criança tem que se dirigir ao seu espírito

 

aprendendo a conversar com o espírito das crianças

 

 
Por Regis Mesquita

 

Uma mãe procurou um psicólogo preocupadíssima com a filha de um ano e meio que estava com febre há uma semana. Foi o médico quem a encaminhou para ser orientada.

 

A mãe e o pai estão na iminência de uma separação. O pai decidiu ficar alguns dias na casa dos avós para refletir sobre sua vida. A menina não parou de ter febre e de chorar desde que ele foi embora de casa.

 

A criança está percebendo a tensão emocional em sua residência, e não sabe como lidar com a situação. Ela percebe que algo importante está acontecendo, mas não sabe o que é.

 

As crianças são muito sensíveis. Captam com muita facilidade o que acontece à sua volta. Mas, não possuem a consciência preparada para compreender.

 

O que acontece nestas situações?
 
Mais

Viva simples, mas viva Intensamente

 

O que te leva à grandeza é começar de onde você está e usar o que você tem.

 

A tarefa do ser humano é viver intensamente. Esta intensidade é importante para o espírito se expressar com mais facilidade.

 

É muito mais fácil viver intensamente quando se tem uma vida simples. Por isto, jamais confunda uma vida simples com uma vida simplória ou superficial.

 

Mais

%d blogueiros gostam disto: