Corrigir erros, método certeiro para fortalecer a mente e ampliar a consciência

 

 

Ninguém aprende errando, aprende ao corrigir os erros

 

 
Ao longo de cada dia decidimos centenas de vezes. Na imensa maioria das vezes são pequenas decisões. É através destas pequenas decisões que reforçamos os modelos mentais que organizam a sequência que os pensamentos aparecem em nossa mente.

Exemplo: o homem quer entrar em um estacionamento, mas a entrada está obstruída por outro carro. Ele decide esperar no meio da rua e, com isto, paralisa o tráfego no local. Os outros carros começam a buzinar. A decisão do homem gera nele e nas pessoas uma série de reações emocionais, sensações e pensamentos. A decisão é um estímulo que desencadeia uma sequência de respostas. Com o tempo as respostas (pensamentos, sentimentos, sensações) vão se transformando em padrões (quase sempre se repetem) e criam um modelo de funcionamento mental.

Sempre que a água da chuva cai sobre uma montanha ela procura os lugares mais baixos para escorrer. Com o tempo, o trajeto da água até o rio fica marcado na terra, será por lá que escorrerá. Assim também acontece com a mente humana, com o tempo repetirá o mesmo caminho. A água segue a lei da gravidade, e o ser humano?

Ao contrário da água, que segue obedientemente uma lei, o ser humano tem a consciência, ou seja, a capacidade de ter múltiplas soluções para problemas e várias formas de perceber a realidade. A realidade pode ser deturpada, porque a mente humana pode interpretá-la de maneiras diferentes. O ápice da deturpação da realidade é a negação.

Observe que a base para uma vida mental saudável é perceber a realidade sem deturpá-la com a mente.

 

Pessoas que sofrem por causa da mente reativa

Mentalização: ótima opção para descansar a mente e sair do negativismo

Me aceito em minhas fraquezas, para viver minha força

 

Simplicidade, esta é a melhor forma de captar a realidade. A esta simplicidade é dado o nome de Fator Mínimo. No exemplo anterior o Fator Mínimo é este: parar o carro no meio da rua e travar a trânsito. A sequência de pensamentos que acompanham o Fator Mínimo é desencadeada pelo modelo mental que funciona independente da realidade.

Todos os pensamentos, sentimentos e sensações que surgem na mente da pessoa são primariamente consequência do modelo mental e secundariamente interpretação da realidade. Observe que na mente comum (mente reativa) o modelo mental é prioritário e a realidade é secundária. Isto é ruim porque gera problemas e discórdia.

Repito: na mente reativa o modelo mental é prioritário e a realidade é secundária.

O Fator Mínimo informa que o homem travou o trânsito. As justificativas que surgem na mente desta pessoa são a “prisão mental” de onde ele reproduz erros, imaturidades, negatividades, sentimentos negativos ou confusos. Os modelos mentais, as respostas pré-programadas, são trincheiras de desculpas e ilusões que dificultam o aprendizado.

Qual a saída? Se treinar para perceber o fator mínimo em cada situação.

Segundo: ter como conselheiro o que é nobre. Foque na bondade, na gratidão, no desejo de fazer o bem.

Tendo em mente o fator mínimo (estou travando o trânsito), foque no que é nobre (ex: recuso-me a prejudicar outras pessoas). E gere uma decisão (vou tirar o carro daqui e deixar de atrapalhar as pessoas). Todo o resto dos pensamentos, sentimentos e sensações devem ser colocados em segundo plano.

Transforme o fator mínimo na sua prioridade mental. Ele é o foco em cima do qual os sentimentos e pensamentos nobres devem agir.

A grande dificuldade deste modelo de ação é que em muitos momentos é preciso ter coragem, ter mais trabalho, se privar de algumas coisas, raciocinar, buscar novas soluções, inovar, reparar erros, desistir de agressividades, etc.

Apesar da vida da pessoa ficar muito melhor e ele tornar-se muito mais eficiente, em cada situação a pessoa poderá sentir que está perdendo algo. No exemplo deste texto, o homem pode ter preguiça de procurar outra forma de estacionar o carro sem atrapalhar o trânsito. É esta INCAPACIDADE de perder nos momentos certos para ganhar no atacado que faz as pessoas reproduzirem o que tem de pior.

Saber ganhar no que é realmente importante e perder no que não é importante é o mecanismo mais simples de viver melhor, porque a mente se fortalece e a consciência é ampliada.

Se há um erro, opte por corrigi-lo. O medo e o desconforto de perder podem te paralisar, e você usará uma das desculpas que o modelo mental lhe indicará. Não aceite se paralisar e nem as desculpas que sua mente cria. Foque no Fator Mínimo e se aconselhe com o que é nobre.

Saiba que é um desafio, e quem vence o desafio se fortalece, aprende habilidades, desenvolve qualidades, supera limites e vive melhor.

 

Autor: Regis Mesquita

https://twitter.com/tvidaspassadas

 

 

Atenção:

Siga o Blog Caminho Nobre por email.

Na coluna da direita, você encontra um lugar para digitar seu email. Após enviar seu email, você receberá um email de confirmação com link para você clicar e confirmar sua inscrição. Após esta confirmação você receberá todos os textos que forem incluídos no Blog Caminho Nobre.

 

 

Desculpas tornam sua vida mais difícil e fazem a derrota repetir.

 

 
Para acompanhar as atualizações do Blog Caminho Nobre no Facebook:

http://www.facebook.com/FilosofiaDoBomHumor

 

 

Observação: Para ler outros textos sobre o Fator Mínimo vá até o final do Blog onde está a nuvem de tags. No F estarão os links para os textos sobre Fator Mínimo.

 

 

livro remedio

 

Estude também:

Não julgue: uma regra para educar o espírito
 
Mitos da vida moderna: eu me acomodei, isto não é bom
 
Como lidar com uma filha insegura?
 
O egoísmo é necessário para sua evolução espiritual
 
Auto-sabotagem: Fernando Pessoa descreve como a auto-sabotagem dirige a vida da imensa maioria das pessoas
 
Pais, ensinem seus filhos a cultivarem a gratidão
 
Cientistas provam que eles mesmos são pouco evoluídos. Mente clara serve para melhorar a memória.

 

 

 

PS: agradeço às pessoas que acompanham o blog Caminho Nobre, seja recebendo as mensagens via email, sendo seguidoras ou visitando-o de vez em quando. De “boca em boca” os números estão aumentando. Sua participação na divulgação do blog é fundamental. Obrigado!

 

 

favoritos

 

 

Anúncios que porventura apareçam neste blog são de inteira responsabilidade do WordPress, que é o destinatário dos lucros com eles obtidos, e não têm absolutamente nenhuma relação com o conteúdo ou com o responsável pelo Blog Caminho Nobre.
 
A única venda que este blog indica são os livros de seu autor, Regis Mesquita. Todavia, entendo que o WordPress, que hospeda gratuitamente este blog, tem que ter seus próprios meios de sobrevivência.

 

 

Direitos Autorais:
Os textos do Blog Caminho Nobre, escritos pelo seu autor Regis Mesquita, estão registrados junto ao Escritório de Direitos Autorais da Fundação Biblioteca Nacional.
 

Anúncios

9 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Elionai Gomes
    jan 22, 2012 @ 02:19:04

    SOU PSICÓLOGA E GOSTEI MTO DO TEXTO ELE CONSEGUIU ME DIZER COISAS QUE EU DE ALGUMA FORMA JÁ EXPERIMENTA,MAS SEM MTA CONSCIENCIA .OBRIGADO PELO TEXTO FOI UM PRESENTE!

    Responder

  2. regismesquita
    fev 02, 2012 @ 17:42:49

    Elionai,

    o seu presente para mim foi me permitir ser-lhe útil.

    Obrigado!

    Regis Mesquita

    Responder

  3. kleber
    fev 22, 2012 @ 09:53:13

    bom dia, gostei muito do texto acima e gostaria de ler mais arrespeito porem não estou conseguindo localizar pode me ajudar por favor

    Responder

  4. Trackback: Vídeo: com largar o vício de pensar | Caminho Nobre
  5. Solange da Silva Olivier
    out 16, 2013 @ 00:44:46

    Seus textos tem me ajudado muito. Leio quase todos, estudo e para mim é quase uma terapia. Obrigada por seus valiosos ensinamentos. Sempre tomo bastante cuidado, para não atrapalhar as pessoas,visando o bem estar de todos e como você bem disse “ganhar no atacado”, mas como lidar com pessoas que transgridem o tempo inteiro, mantendo a mente clara? Obrigada Regis. Um forte abraço .

    Responder

    • regismesquita
      out 16, 2013 @ 14:55:37

      Não tenha medo de colocar limites nas pessoas. Quem evolui deve saber se defender. Lembre-se: foi você quem evoluiu e não a outra pessoa.
      A mente clara te ajudará a se defender em paz e com compaixão.

      Não se esqueça de colocar o Blog Caminho Nobre nos seus favoritos.

      Responder

  6. Trackback: Cuidado com a divisão da mente. Método para expandir sua consciência. | Caminho Nobre
  7. Trackback: A arte de aumentar o próprio sofrimento | Caminho Nobre
  8. diego candido lopes
    ago 15, 2015 @ 17:27:09

    Muito bom tecnicas realmente boas a se adaptar na vida meus parabens a quem escreveu o texto

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: