Se é este o meu caminho, é por ele que vou andar

 

A vida me oferece uma infinidade de coisas. Saber valorizá-las é fundamental.

 

 
Se é este o meu caminho, é por ele que vou andar.

Se é este o solo que sustenta meus pés, é nele que vou pisar.

Se é esta a verdade, será com ela que vou trabalhar. Mais

Viver sem ciúmes. Vou ser quem ama e oferece uma vida feliz e legal.

 

Mesmo que eu sofra com o ciúmes, a pessoa que eu amo receberá carinho, amor e respeito.

 

 

Antes de fazer esta mentalização você precisa responder a pergunta: existe algum motivo real para você sentir ciúmes do(a) parceiro(a)?

Se a resposta for não, siga em frente.
Se a resposta for sim. É necessário enfrentar este motivo real do ciúmes.
 

 
Se você está lendo este texto é porque reconhece que o ciúmes é um problema que torna sua vida pior.
É importante também perceber que ele é um gerador de pensamentos e sentimentos negativos.
Mais

Que eu seja uma fortaleza!

 

 

Toda maledicência morrerá no meu silêncio e na minha paz.  Me recuso a propagar o que não é construtivo.

 

 

Que eu seja uma fortaleza!

Toda maledicência morrerá no meu silêncio e na minha paz.

Me recuso a propagar o que não é construtivo.

Mantenho a sintonia com o que é nobre.
 
Mais

Deixo o amor fluir para que ele molde meus pensamentos

 

emane o amor

 

 

O amor é verbo,

o amor é movimento.

A natureza do amor é fluir.

Procuro o amor que brota dentro de mim.

Quebro as resistências

e permito que ele flua.

Minha função, como humano, é retransmiti-lo.

Retransmiti-lo para senti-lo vibrar em mim

e me inebriar deste prazer único.

Emano o amor para que ele molde meus pensamentos,

energize meu corpo,

oriente meus comportamentos,

expanda minha consciência,

e desperte minha vocação.

O amor deve fluir,

o que exige de mim coragem e confiança.

 

Regis Mesquita

[Mentalização 28, do blog Caminho Nobre].

 

 

Lista com todas as mentalizações do Blog Caminho Nobre

https://caminhonobre.com.br/mentalizacoes/

 

 

As pessoas olham para fora buscando o amor.

Mas, o amor é uma força que já existe dentro de cada um.

Por imaturidade e falta de confiança nas Leis da natureza, este amor é bloqueado.

O amor é movimento; portanto, para bloqueá-lo é necessário gastar energia e construir pensamentos / sentimentos que justifiquem os conflitos internos que tiram força, sabedoria e prazer do ser humano.

Só há uma forma de bloquear o amor, gerando conflitos internos e externos.

O oposto do bloqueio é o fluir. Este fluir permite a autorrealização da essência de cada um.

O fluir do ipê amarelo gera a produção de flores amarelas. No ser humano o amor arrasta consigo as vocações e potenciais de cada um.

O amor é uma força que gera ação, concretização e realização.

O amor é a “máquina do Eu Sou”, quanto mais livre ele flui, mais ele dirige a vida da pessoa moldando-a de acordo com todos os conteúdos que existem em seu interior.

Pleno de amor, a pessoa que tem vocação para pintar se sentirá motivada para a pintura. Porque tudo que está em potência dentro da pessoa é dinamizada pelo amor.

O amor é motivador, ele gera prazer, energiza o corpo e estimula a mente. Com ele é mais fácil agir.

O amor que flui vem carregado de sabedorias. As escolhas não ficam limitadas ao conteúdo do próprio ego. Quando o amor flui existe uma somatória do conteúdo do ego com a sabedoria  que o amor carrega. O que aumenta a possibilidade de comportamentos e decisões mais eficientes.

O amor que flui gera muito prazer. Ao contrário do amor que se fixa, que pode gerar dúvidas, medos e outros sofrimentos. O amor que flui, por ser sábio, está sempre se adaptando e pulsando sobre a realidade total da vida da pessoa. Ela ama mais do que uma pessoa. Ela ama a vida, ama a tudo, porque o amar passa a ser o jeito desta pessoa viver.

Tendo no amor tantos benefícios, cabe ao ser humano deixá-lo fluir, retransmiti-lo.

Todavia, é necessário coragem, disciplina e confiança. O obstáculo mais difícil a ser superado é a confiança. Para o amor fluir é necessário que a pessoa abandone a ilusão de ter pleno controle sobre sua vida. O amor leva ao desconhecido o que gera sensação de desproteção. E o ser humano age como uma criança traumatizada que valoriza antes de tudo a proteção. Quando o amor aparece, trazendo a desproteção, o ser humano constrói muitos pensamentos e crenças que lhe afastam do fluir do amor.

Coragem e confiança são necessárias para abrir mão dos conflitos internos e das ideias pouco evoluídas. O prêmio é um grande prazer de fluir junto com o amor e ser abençoado por sabedorias e aprendizados evolutivos rápidos.

 

O ser humano é capaz de bloquear o fluir do amor. Mas, a energia sempre vibrará; portanto, sempre fluirá. O amor será substituído por quaisquer outros sentimentos ou sensações. Pode ser rancor, raiva, ansiedade, desejos, tristeza, alegria e outros.

 

 

Ajude o Blog Caminho Nobre recomendando esta postagem no G+, curtindo no Facebook, retuitando ou mandando o link deste texto por email.

 

 

Imagem

 

A vida da árvore, por ser “instintiva”, é um fluir. Ela retira da terra o que precisa.

À medida que ela se realiza enquanto árvore, ela entra em oferta. Ela cresce e seus galhos servem de pouso e abrigo para os pássaros.  Suas folhas são levadas para os formigueiros e seus frutos alimentam muitos animais.

A árvore não luta contra sua natureza; ela não tem esta opção. Ela não julga quem está comendo seus frutos, não critica a conduta dos pássaros e insetos que ficam juntos à ela. Ela deixa a vida fluir captando seus nutrientes e gerando folhas, frutos e galhos que são úteis para ela e para os outros.

Esta fluidez permite com que a árvore não gaste sua energia para sustentar bloqueios, como o humano é capaz de fazer. O menor esforço que a árvore pode fazer é realizar sua natureza. Se ela pudesse impedir a fluidez da sua natureza (para não dar frutos para um animal que ela considera ruim, por exemplo) ela teria que gastar grande parte de seus nutrientes e esforços para bloquear a si mesma. Nela teria que se autossabotar, judiar de si mesma, porque só desta forma poderia evitar sua frutificação.

A árvore flui, porque esta é a forma mais fácil dela viver bem e se realizar. O fluir garante o benefício do viver bem.

 

 

transforme em amor

 

 

Para refletir:

 

 

Vida é energia. Energia flui continuamente.

O ser humano é energia, ele vibra continuamente.

Ele pode vibrar baseado nas mais belas qualidades ou nos mais terríveis defeitos.

Todavia, jamais será capaz de bloquear o fluir de sua energia.

Se houver amor vibrará amor, se houver rancor vibrará a energia do rancor.

O ser humano é um conversor da energia que chega até ele.

Ele agrega características à estas energias.

Ao vibrar energias mais densas ficará mais cansado e “pesado”.

Ao vibrar energias mais sutis, mais nobres (energias “purificadas” pelo carinho, por exemplo) ele sentirá mais leve, cheio de força, em paz.

Possui melhor qualidade de vida para quem escolhe o que é mais importante para a vida do espírito.

Toda a natureza foi projetada para incentivar e recompensar quem escolhe o Caminho Nobre.

 

Regis Mesquita

Texto baseado nas ideias do livro Nascer Várias Vezes

 

Leia a introdução ao livro Nascer Várias Vezes

http://www.nascervariasvezes.com/p/introducao-do-livro.html

 

 

 

Campanha:

 

Siga o Blog Caminho Nobre por email.

 

Na coluna da direita, você encontra um lugar para digitar seu email. Após enviar seu email, você receberá um email de confirmação com link para você clicar e confirmar sua inscrição. Após esta confirmação você receberá todos os textos que forem incluídos no Blog Caminho Nobre.

 

 

 

Leia Também:

 

Mensagens espirituais inspiradas nos ensinamentos do livro Nascer Várias Vezes

 

Mente clara, a mente que abraça o amor

 

Aceitar viver a vida intensamente

 

Não julgue: uma regra para educar o espírito

 

Pablo Neruda, o poeta, explica os dois caminhos da vida e do amor

 

Todo bem que tu plantares será retribuído em vosso interior

 

livro

 Quero conhecer o livro do autor do Blog Caminho Nobre

 

 

Anúncios que porventura apareçam neste blog são de inteira responsabilidade do WordPress, que é o destinatário dos lucros com eles obtidos, e não têm absolutamente nenhuma relação com o conteúdo ou com o responsável pelo Blog Caminho Nobre.

A única venda que este blog indica são os livros de seu autor, Regis Mesquita. Todavia, entendo que o WordPress, que hospeda gratuitamente este blog, tem que ter seus próprios meios de sobrevivência.

 

 

 favoritos

Desocupe sua mente e tenha paz

 

consumismo

Regis Mesquita

O ser humano não consegue manter na consciência, ao mesmo tempo, um grande conjunto de informações.

Ele privilegia algumas informações e despreza outras. Este é o motivo pelo qual a maior parte das pessoas, quando estão procurando o número de uma casa, abaixa o som do rádio do carro. Aparentemente uma coisa não tem nada a ver com a outra. Mas, é assim que o cérebro funciona, ele precisa  “liberar” espaço na mente para a consciência se focar mais intensamente na procura do número.

Se o som de rádio pode ocupar espaço precioso da consciência, o que dizer dos pensamentos/sentimentos que impregnam a mente durante dias, meses ou anos.

Estes pensamentos podem dominar a mente e tornar as pessoas viciadas nas sensações e sentimentos que eles propiciam. Isto faz com que elas se interessem e mantenham na consciência as informações que justificam os pensamentos dominantes em suas mentes. Uma pessoa com ideias fixa em violência precisará de informações relacionadas a este tema; ele precisa deste conteúdo para manter seus pensamentos, sensações e sentimentos focados no tema violência. É um vício que faz com que ele despreze as outras informações e se mantenha fortemente relacionado a estas.

As informações desprezadas são de vários tipos. Aqui no Blog Caminho Nobre existe uma preocupação especial com as informações que são emanadas pelo espírito e que não conseguem espaço para influenciar de modo mais relevante a consciência.

A mentalização abaixo está relacionada à necessidade de desocupar a mente para que as informações do espírito possam ter maior presença na vida da pessoa.

 

 

 

Comece com um questionamento:

“O que mais ocupou a minha mente até este momento do meu dia?”

Observe os temas que ocuparam sua mente. Talvez você não perceba outra forma de agir e pensar. Agora é a hora de ter CONFIANÇA de que você não precisa destes pensamentos te controlando.

 

 

“Eu confio!

Confio que posso ficar sem me ocupar com estes pensamentos.

Eu confio! Mesmo que seja difícil confiar.

Me desligo destes pensamentos e respiro fundo e lentamente.

Eu confio, por isto não penso em nada.

Eu me entrego para o esforço de parar todo pensamento.

Não substituirei por nenhum outro pensamento.

Deixarei vir o vazio. Confio que é ele que me desligará destas preocupações.

Agora entendo que sou viciado nestes pensamentos.

Procurarei minha paz aceitando criar o vazio.

Por isto, decido parar estes pensamentos todas as vezes que eles vierem.

Eu confio que o vazio é curador.

Vou produzir a paz dentro de mim, vou parar estes pensamentos”

 

 

Regis Mesquita

 

[Mentalização 27, do blog Caminho Nobre].

 

 

A confiança é fundamental para atingir o nível mais profundo de desapego das preocupações.

Quando você tenta criar o vazio, paralisa os pensamentos, sua mente tenta boicotar esta paralisia de várias formas. Lembre que sua mente está viciada nestes pensamentos. Ela lutará para manter tudo igual.

Tenha perseverança e mantenha esta mentalização por meses, até que a sua mente se acostume com o prazer de entrar no vazio.

Não tente substituir um pensamento por outros. No início pode ser bom, mas depois inviabilizará as transformações mais importantes. Mantenha-se firme na criação de um vazio.

 

A ideia é gerar paz e menos tensão.  Conquiste a serenidade e clareza mental não permitindo que sua mente fique tagarelando.

Lembre: o vazio passará a ocupar uma parte do seu dia. Junto virá a clareza mental, que você usará para superar desafios. Também haverá espaço para o cultivo de pensamentos e sentimentos nobres; pensamentos de gratidão, por exemplo.

 

 

Para acompanhar as atualizações do Blog Caminho Nobre no Facebook: http://www.facebook.com/FilosofiaDoBomHumor 

 

No twitter: @tvidaspassadas

 

 

 

Campanha:

 

Siga o Blog Caminho Nobre por email.

 

Na coluna da direita, você encontra um lugar para digitar seu email. Após enviar seu email, você receberá um email de confirmação com link para você clicar e confirmar sua inscrição. Após esta confirmação você receberá todos os textos que forem incluídos no Blog Caminho Nobre.

 

 

energia qualidade1

 

 

Imagem:

 

Um pensamento se liga no outro pensamento, que se liga ao outro e assim por diante. É uma corrente com muitos elos. Existem várias destas correntes funcionando na sua mente, o tempo inteiro. Colocar em evidência as correntes de pensamento mais nobres e positivas não basta. É necessário criar um estado mental que permita com que a maioria destas correntes quebre a sua continuidade.

A imagem é o abismo. Os pensamentos se ligam compulsivamente até que caem num “abismo” e não conseguem mais se ligar na nada. De tanto cair no abismo (vazio), estas sequências de pensamentos ficam cada vez mais fracas ou desaparecem.

 

 

Para refletir:

 

Os bons recursos que desenvolvemos em uma encarnação podem ser utilizados ou não em outra encarnação.

 

Se forem estimulados, far-se-ão presentes, influenciando as ideias, as intuições, os sentimentos e as sensações. Estes recursos são bloqueados quando as escolhas pessoais não os estimulam.

 

Prepare-se para oferecer ao seu espírito bons estímulos. Bons estímulos dinamizam as memórias que estão em sintonia; ou seja, que também são boas e positivas.

 

Pensamentos baseados nos ensinamentos do livro Nascer Várias Vezes

 

(O texto acima foi originalmente divulgado na página Nascer Várias Vezes – Facebook)

 

 

 

Leia também:

 

Ao invés de ampliar seus desejos, amplie sua consciência

 

A quietude da mente gera paz e serenidade

 

Serei um aproveitador de tudo que há em mim

 

Para evoluir é necessário reencontrar a autenticidade do próprio espírito

 

Vídeo: como largar o vício de pensar

 

Auto-sabotagem: Fernando Pessoa descreve como a auto-sabotagem dirige a vida da imensa maioria das pessoas

 

 

 

PS: agradeço às pessoas que acompanham o blog Caminho Nobre, seja recebendo as mensagens via email, sendo seguidoras ou visitando-o de vez em quando. De “boca em boca” os números estão aumentando. Sua participação na divulgação do blog é fundamental.

Obrigado!

 

 

 

favoritos

 

Simplicidade e humildade geram o bom senso

 

A humildade e a simplicidade geram uma vida muito melhor

 

 

Simplicidade e humildade geram o bom senso.

Simplicidade e humildade geram objetividade.

Simplicidade e humildade livram a mente da poluição de pensamentos repetitivos.

Simplicidade e humildade facilitam a intuição.

Tomo a decisão de acreditar na simplicidade.

Tomo a decisão de confiar que a humildade é muito eficiente.

Eu posso ter uma vida melhor sendo simples e humilde.

Confiarei nesta verdade.

Não esquecerei esta verdade.

Terei uma vida eficiente ao me manter humilde e simples.

Resolverei meus problemas com mais paz se for humilde e simples.

Confiarei nesta verdade.

 

 

Regis Mesquita

[Mentalização 26, do blog Caminho Nobre]

 

 

 

Pensamentos muito complexos são sintomas de que existe algum incômodo que a pessoa não quer enxergar e nem aceitar.

 

Observe a frase abaixo:

 

” Por exemplo, uma pessoa estava se dirigindo para um programa e pensou que queria encontrar um lugar para estacionar. Esta pessoa manteve aquele pensamento em sua mente e a próxima coisa que aconteceu foi que simplesmente havia um lugar disponível para que o carro pudesse ser estacionado”.

 

Podemos traduzir este tipo de pensamento por algo assim: “sou poderoso, eu controlo o mundo com meus pensamentos”. Muito orgulho somado à falta de bom senso: esta é a origem desta confusão mental.

 

Os pensamentos são importantes, geram vibrações e sentimentos. As vibrações são importantes, geram pensamentos e sentimentos. Os sentimentos são importantes, geram vibrações e pensamentos. Somos um todo que se complementa.

 

Neste todo existe uma parte que se destaca: o espírito. Para o espírito o mais importante é a conquista de qualidades e habilidades nobres. Por exemplo, a capacidade de vibrar e pensar positivamente independente de ter um lugar fácil para estacionar.

 

Ser simples é igual a ser objetivo, o que produz uma vida melhor: planeje sua vida para chegar cedo ao evento e, com calma, estacione seu carro.

 

Tendo paz (o que interessa ao seu espírito), você não precisa gastar seu tempo com a ilusão de que controla o mundo (o que interessa ao seu orgulho).

 

Gaste seu tempo com algo mais nobre: você pode fazer relaxamento enquanto dirige, pode cantar músicas, etc. Sem ocupar sua mente com ilusões, você pode fazer muitas coisas para aumentar seu bem estar (mantenha a mente simples e focada no que é nobre).

 

Para a consciência seguir a lógica do espírito é preciso treinamento

 

Todo bem que tu plantares será retribuído em vosso interior

 

Gerando boas vibrações para dinamizar a vida

 

A simplicidade e humildade funcionam assim: quero chegar ao local do programa às “X” horas. Até lá manterei minha mente em paz e tranquila. Resolverei possíveis dificuldades com bom senso e à medida que surgirem.  SÓ ISSO! Simples, eficiente e agradável.

 

Todavia, existe um grande desafio: confiar nesta simplicidade.

 

A imensa maioria das pessoas age de forma diferente. Buscam o que é complexo, poluem suas mentes com muitos pensamentos e agregações (leia este texto: O Ego precisa de certezas  )

 

Pratique a mentalização desta página para guardar na sua mente as regras da simplicidade e humildade. Para te ajudar a confiar na eficiência da simplicidade e da humildade te proponho conhecer o “Fator Mínimo” (clique aqui, vários textos serão abertos). Estude os textos e treine. Observe que, inicialmente, seguir o Fator Mínimo te gerará insegurança. Depois verá os resultados e terá plena certeza de que está vivendo mais eficiente (sua vida terá melhores resultados). Treine, pratique, observe.

 

Se o orgulho te dominar, você focará no desejo de controlar o mundo. Se a humildade te dominar, você focará em resolver seu problema de estacionar o carro com paciência e bem estar interior. A humildade é tão mais simples e eficiente porque ela age permitindo o desenvolvimento de qualidades úteis ao espírito.

 

A paciência, por exemplo, é uma qualidade útil para o espírito. Hoje, amanhã, depois de amanhã, daqui a 200 anos.

 

Pratique a simplicidade e a humildade! E tenha certeza: Deus não está errado quando orienta o ser humano a seguir este caminho.

 

Autor: Regis Mesquita

 

 

 

Este artigo faz parte de uma série de artigos que estou publicando cujo tema é EDUCAÇÃO PARA O ESPÍRITO.

 

 

Agradeço muito se você recomendar esta postagem no G+, curtir no Facebook, retuitar ou mandar o link via email.

 

 

 

Estude também:

 

Mutualismo e humildade: 100 trilhões de bactérias vivendo no nosso corpo

 

Eu estava no paraíso e não sabia

 

Sou o responsável pela minha vida

 

Sou o único responsável por minhas ações, atitudes e pensamentos

 

Sou uma fonte aberta que deve fluir

 

Sou mais do que meu Eu acredita

 

A importância da autoprivação para a evolução espiritual

 

Anticâncer: como o sistema imunológico reage aos sentimentos e pensamentos

 

 

Campanha:

 

Siga o Blog Caminho Nobre por email.

Na coluna da direita, você encontra um lugar para digitar seu email. Após enviar seu email, você receberá um email de confirmação com link para você clicar e confirmar sua inscrição. Após esta confirmação você receberá todos os textos que forem incluídos no Blog Caminho Nobre.

 

 simplicidade1

 

 

Os textos do blog  Caminho Nobre não podem ser adaptados ou alterados em qualquer forma. Você pode copiar, imprimir e distribuir gratuitamente os textos sem alterações, desde que sejam preservadas as fontes (nome do autor e link com o endereço do blog colocados no início do texto). Não é permitido vender ou obter qualquer outro benefício financeiro usando os textos do Blog Caminho Nobre. O uso maciço dos textos do blog (mais de 4 textos) necessita da autorização escrita do autor.

 

favoritos

 

 

Mentalização para a maior de todas as vitórias

 

regras simples

 

 

Eu posso me sentir frustrado.

Eu posso me sentir em risco.

Eu posso perder porque criei uma vida onde sempre irei ganhar mais.

Uma vida com eficiência, com amor, com boa vontade, com gratidão.

 

De cada vinte sementes que brotarem,

Três não produzirão o que é bom.

 

Não focarei o que perdi.

Não desistirei de construir coisas boas porque algumas vezes o resultado não será bom.

Eu abro meu coração, ao invés de fechar

Eu relaxo meu corpo, ao invés de contrair.

Eu me entrego para a verdade de que terei contrariedades e terei decepções.

Aceitarei que o ato de construir gera riscos e consequências.

 

Me focarei em conseguir mais do que é bom, mais do que é belo, mais do que é saudável.

Eu aceito, para seguir mais leve!

Eu agradeço, para não perder o foco verdadeiro.

 

Eu aceito as contrariedades.

Obrigado!

Eu aceito as dificuldades.

Obrigado!

Eu relaxo!

Eu me entrego!

Eu aceito!

 

Faço assim porque busco o ganho com desapego.

Este é o maior de todos os poderes.

Esta é a maior de todas as vitórias.

 

 

Regis Mesquita

[Mentalização 25, do blog Caminho Nobre]

 

 

Ninguém que é ativo, realizador e dinâmico consegue ter uma vida somente de vitórias e sucessos. Este é um sonho desnecessário e impossível. Tornar-se eficiente e guiar-se pelos sentimentos mais nobres, torna-o altamente capaz de ter a imensa maioria de conquistas e realizações. Mas, jamais atingirá 100%. Aliás, a Bíblia nos ensina que não somente é impossível; é também ruim. As perdas ensinam e ajudam a desenvolver habilidades que podem ser mais facilmente desenvolvidas na derrota. As perdas geram equilíbrio e geram novas oportunidades. Você pôde notar este fato quando se decepcionou com um amigo e acabou se abrindo para cultivar novas amizades.

 

 

conhecer livro  nascer

 

 

A história de Jó (Bíblia católica)

 

“Em Hus, terra da Arábia, vivia um homem chamado Jó, reto, justo, temente a Deus e afastado do mal. Tinha 7 filhos e 3 filhas; possuía grandes rebanhos de ovelhas, camelos, bois e jumentos, além de muitos criados. Era homem muito considerado em todo o Oriente”.

 

(Deus experimentou-o. Seus filhos morreram, seus rebanhos foram roubados, seus bens destruídos)

 

“Então Jó levantou-se, rasgou as vestes e, raspada a cabeça, prostrou-se por terra e adorou o Senhor, dizendo: “O Senhor deu, o Senhor tirou. Como foi do agrado do Senhor, assim se sucedeu. Bendito seja o nome do Senhor!”. Jó não pecou em nenhuma destas coisas, nem pronunciou nenhuma palavra insensata contra Deus.

 

(Depois ficou leproso)

 

“Dizia-lhe a mulher: ” Ainda estás firme na tua piedade?”. Ele respondia: “Falas como mulher insensata. Se recebemos os bens da mão de Deus, por que não receberemos também os males?”.

 

Alguns amigos de Jó ousaram afirmar que Deus o castigava por causa dos seus pecados. Mas Jó disse: “Ainda que Deus me matasse, confiaria sempre nele. Eu sei que o meu Redentor vive e que no último dia ressurgirei da terra; serei novamente revestido do meu corpo e na minha carne verei o meu Deus. Sim, eu mesmo o verei e os meus olhos o hão de contemplá-lo. Esta esperança repousa no meu coração”.

 

(No fim da história, Deus restituiu em dobro de tudo que ele possuía.)

 

Comentário:

 

A história de Jó é fantástica. Ajuda muitos pastores a tirar dinheiro dos fiéis. Ajuda muitos padres a mandarem as pessoas terem paciência e ficarem quietinhas enquanto sofrem. É o uso menos nobre do tema.

 

O exagero da situação realça dois importantes temas: a confiança e a não perda de tempo com a revolta. Deus tira, Deus dá. Uma visão mágica da realidade, que demonstra que ninguém controla tudo o que acontece na sua própria vida. Aqui no blog Caminho Nobre nós buscamos o conhecimento racional e a experiência nobre. Ou seja, buscamos o que podemos fazer por nós mesmos.

 

 

Jó não ficou revoltado e nem deixou de confiar. Com isto ele focou no presente e no futuro. Como diz o ditado: “ficou mais leve para seguir viagem”. O texto começa dizendo que ele era eficiente. Após as desgraças, ele decidiu continuar eficiente. Ele aprendeu com as perdas, mas manteve o que tinha de bom. Ele ficou melhor, por isto pode “ressurgir das cinzas”.

 

A confiança diz respeito a este fenômeno: quanto mais eficiente, quanto mais qualidades e habilidades, mais fácil superar perdas. É mais fácil recomeçar pequenos e grandes desafios quando temos qualidades para serem usadas. (O foco ETERNO do ser humano é evoluir, aprender, desenvolver – A  evolução espiritual é facilitada quando se tem a COMPLETUDE).

 

Para quem reproduz as escolhas de Jó haverá paz em meio à tempestade, haverá novas oportunidades a cada crise, haverá novas conquistas a cada perda. Mas, para isto é NECESSÁRIO TREINAR A MENTE e desenvolver qualidades no dia-a-dia.

 

 

Eu agradeço muito se você recomendar esta postagem no G+, curtir no Facebook, retuitar ou mandar o link por email.

Leia também:

 

Todas as mentalizações do Blog Caminho Nobre

 

 Lei da Oferta e exercícios para se desidentificar do ego

 

Sou o responsável pela minha vida

 

É preciso ser forte para ser humilde

 

O esforço mínimo está em fazer bem feito

 

Mitos da vida moderna: eu me acomodei, isto não é bom

 

 

Os textos do blog  Caminho Nobre não podem ser adaptados ou alterados em qualquer forma. Você pode copiar, imprimir e distribuir gratuitamente os textos sem alterações, desde que sejam preservadas as fontes (nome do autor e link com o endereço do blog colocados no início do texto). Não é permitido vender ou obter qualquer outro benefício financeiro usando os textos do Blog Caminho Nobre. O uso maciço dos textos do blog (mais de 4 textos) necessita da autorização escrita do autor.

 

 

sofrimento inutil

Ao invés de me preocupar, irei ofertar

 

Descomplique a vida descomplicando o que existe dentro de você.

 

 

Mentalize estas frases nos momentos em que sua mente se ocupar em se preocupar.

 

Mais

Entradas Mais Antigas Anteriores

%d blogueiros gostam disto: