Eu sou diferente! Histórias e decisões de quem pratica o Caminho Nobre

 

 

Mente Neutra é a mente que traz a paz em meio à tempestade

 

 

Eu sou diferente, pensou ele enquanto alguns amigos insistiam para que bebesse um copo de cerveja.

 

“Eu sou diferente deles e vou continuar sendo. Meu caminho é outro.”

 

Ele persistiu em sua decisão: “vou me divertir muito sem colocar nada de álcool em minha boca.”

 

Ele havia mudado, seus amigos não. Ele estava buscando o equilíbrio em suas ações. Como? Agregando novos objetivos e desenvolvendo novas qualidades.

 

Entenda: ele bebia muito, se divertia muito e no outro dia não conseguia fazer nada. Agora ele diverte muito e no outro dia está ativo para fazer outras coisas. Abriu mão da bebida.

 

Para não beber teve que desenvolver qualidades, como a disciplina e a perseverança.

 

Ele aumentou seu contato ativo (realmente participativo) com sua família. Ele decidiu: “meus pais estão vivos, é agora que tenho que curti-los”. Ele curtia a balada, curtia os pais, curtia sem beber, curtia muito mais a vida.

 

 

Mais

Anúncios

Neste momento eu tenho o suficiente para ser feliz?

 

Seja feliz sintonizando-se com o que há de melhor em você.

 

 
“Se você prestar atenção em você e ter como prioridade utilizar todos os grandes recursos que você possui, sua vida ganhará força, ação e superação de obstáculos”.  Regis Mesquita

Mais

A manhã sagrada: reorganize-se para criar um espaço sagrado de disciplina e satisfação

 

 

Manhã sagrada: uma hora para quem tem disciplina para cuidar de si e viver mais satisfeito.

 

 

É extremamente difícil escrever sobre rotina de vida. Pessoas são diferentes e suas necessidades são muito diversas.

Há, porém, muito em comum pelo fato de viverem em uma mesma cultura. Portanto, tudo que é descrito abaixo serve para todos, basta ser flexível e adaptar à sua situação.

 

  • Acorde uma hora mais cedo. Durma uma hora mais cedo.

 

O objetivo maior é: tenha uma hora de “vazio” todas as manhãs.

É um treino necessário para todos. Viver lentamente, sem permitir que sua mente seja contaminada por pensamentos, inquietações e tudo que você fará ou se preocupará durante o dia.

Não busque notícias, nem se ligue à redes sociais ou e-mails. Esteja focado em ficar no vazio. Lento. Sem buscar qualquer outra motivação que não seja se perceber.

No início será difícil. Mas, com toda certeza, este momento se tornará o mais feliz do seu dia.

Desenvolver a sensibilidade é desenvolver a intuição. Também é desenvolver a capacidade de perceber e manter o que é mais nobre em você.

Mais

É a privação que garante equilíbrio para minha vida

 

A privação mantém o equilíbrio da minha vida. Autocontrole.

 

 

Antes de praticar a “mentalização 29” do blog Caminho Nobre te convido a refletir com a estória de duas irmãs, Maria e Joana.

 

Maria queria aparecer diante de Deus, por isto fazia o que Deus valoriza.

 

Joana queria aparecer para todas as pessoas, por isto fazia o que as pessoas valorizam.
 
Mais

O paradigma da montanha russa explica o porquê da sua pouca satisfação com a vida

 

montanha russa

 

 

Todos os anos dezenas de milhões de pessoas buscam prazer brincando na “montanha russa”.

Quanto mais radical, mais emoção. Como se dá esta emoção?

A pessoa entra na montanha russa e sente medo e excitação.

O medo e a excitação provocam uma descarga de adrenalina que produz vários sintomas físicos e mentais.

Entre os sintomas mentais estão (preste atenção, porque voltaremos a eles no final do texto):

Focalização da mente (ela fica com a atenção totalmente focada na situação) Mais

O primeiro passo para mudar a realidade é mudar você mesmo

 

Onde não falta vontade existe sempre um caminho

 

 

Uma mulher rezou durante anos para seu marido alcoólatra mudar. Sua fé foi tão grande que somente desistiu das orações após 20 anos.

“Que Deus é este que permite o sofrimento de quem só faz o bem?” Este foi o seu pensamento nos momentos finais de sua fé.

Seu raciocínio era simples: se o marido mudasse, ela viveria melhor.

Outra mulher rezou muito pedindo força e sabedoria para se transformar. Ela tinha um marido alcoólatra e sofria com isto. Mais

Aceitação: tempo para aprender com as situações da vida

 

evoluir

 

 

A menina tinha medo de inseto e borboleta. Um dos últimos lugares em que ela entraria tranquila seria em um borboletário. Mas, foi exatamente isto o que ela fez. Ela não sabia que haveria centenas de borboletas soltas, voando ao seu redor. Por isto, quando ela se deu conta da proximidade, já era tarde.

 

O medo e a insegurança roubaram dela todas as memórias agradáveis do passeio e transformaram seus momentos em pura tensão. Normalmente, ela sairia correndo com o “coração a mil”. Naquele dia foi diferente.

 

Mais

Entradas Mais Antigas Anteriores

%d blogueiros gostam disto: