O que é ser humilde? Saiba como a humildade vai te ajudar a ter uma vida melhor

 

Os tolos sabem, os sábios sempre aprendem.

 

 

A Bíblia traz alguns trechos muito interessantes para quem quer entender o que é ser humilde. Cito dois:
“…a si mesmo se humilhou” (Fl 2.8).
“…agrada-me fazer a tua vontade, ó Deus meu; dentro em meu coração está a tua lei” (Sl 40.8).

 

Vamos entender estes trechos sob a ótica da espiritualidade e não da ideologia que transforma pessoas pobres em humildes.
 

Você nasceu para aprender e sabe que quando você aprende sua vida fica melhor. Todo aprendizado acontece mais facilmente quando a pessoa é humilde.
 

Para ser humilde ela tem que sair do orgulho. Sob o ponto de vista do orgulhoso, o humilde é aquele que se humilha. Sob o ponto de vista do humilde, o orgulhoso é aquele que não se humilha voluntariamente. Parece confuso? Vou explicar melhor.
 

Jesus lavou os pés dos apóstolos. Naquele tempo, isto era um ato de humilhação. Lavar os pés era um ato reservado para quem tinha as piores condições sociais.
 

“Jesus, quando lavou os pés dos apóstolos, mostrou que ele podia ser tudo. Podia ser quem ensinava, o que sabia, o que era servido e o que servia. Ele servia ao próximo em todas as posições sociais, até as mais discriminadas. Ele oscilava de papel e posição. Esta é a verdadeira humildade.” (trecho do livro – “A Espiritualidade no Dia a Dia“)
 

Frente ao orgulho, Jesus se humilhou. Frente à sabedoria, Jesus mostrou que tinha poder de ser o que Ele queria e que não era prisioneiro de preconceitos e nem de discriminações.
 

A humildade é uma forma inteligente de retomar o poder da própria vida e usá-lo para produzir o que é nobre.
 

É como se Jesus dissesse: “se é importante para minha evolução espiritual lavar os pés de vocês e mostrar que devo servir sempre, é isso que faço. Sou livre. Eu não dependo de aprovação social para fazer o que é nobre”.
 

“Dizem que havia um rei que morreu de fome porque não preparou sua própria comida. E porque não preparou a comida que lhe salvaria? Porque na sua cultura era humilhante preparar comida. Quando o rei se perdeu na selva, ele morreu de fome. Não soube mudar de papel e nem assumir outras posições, de acordo com a nova realidade em que vivia.” (trecho do livro – “A Espiritualidade no Dia a Dia“)
 

Característica da humildade: capacidade de ocupar diversas funções e papéis sempre que a realidade assim necessitar.
 

O rei não pode fazer comida, porque era prisioneiro de uma ideologia e, orgulhoso, não queria se humilhar – o erro fatal.
 

A humildade favorece o reconhecimento do erro. O importante é a realidade; ou seja, o importante é aprender com a realidade e assim desenvolver qualidade e habilidades.
 

O rei poderia ter aprendido que as crenças da sua cultura são limitadas e erradas. Poderia ter aprendido e sobrevivido. Não teve humildade e morreu.
 

Você já passou por inúmeros conflitos em que você ou outra pessoa estavam erradas e o orgulho impedia que reconhecesse o erro e solucionasse o conflito.
 

O orgulho perpetua muito sofrimento. A humildade ajuda a solucionar.
 

Humildade está diretamente relacionada com a capacidade de aprender, servir e avaliar corretamente a realidade.
 

Sem estas qualidades a vida fica mais difícil. Traduzindo: orgulho torna a vida mais difícil e complicada; a humildade simplifica.
 

Observe a reflexão abaixo:
 

“Ao invés de ter compulsão por estar certo tenha um imenso esforço para acertar.
Fazer bem feito, ampliar o conhecimento e a sabedoria, desenvolver a sensibilidade…
Tudo isto é atingido progressivamente.
Se você quer abrir uma “fábrica de acertos” é preciso ter humildade e olhar para suas próprias limitações.
Quem reconhece suas próprias limitações pode usar a disciplina para superá-las.
Portanto, muitos acertos dependem de se admitir um erro.”

(Reflexão originalmente postada em: https://www.facebook.com/nascervariasvezes/ )
 

A vida da pessoa humilde é melhor porque ela reconhece suas limitações. Assim, pode usar a disciplina para se melhorar.
 

Existem outros ganhos: menos stress e menos tensão. Quem aprende e passa a acertar aumenta a própria motivação e tem mais serenidade. Uma vida melhor, não é?
 

A humildade gera prontidão e vontade de aprender e evoluir. Em outras palavras, as pessoas humildes tornam-se preparadas para escutar e enxergar.
 
Repare na segunda frase da Bíblia: “…agrada-me fazer a tua vontade, ó Deus meu; dentro em meu coração está a tua lei” (Sl 40.8).
 

Dentro do meu coração – significa o conhecimento que emerge de dentro para fora. Uma sintonia, uma conexão.
 

Demonstra a valorização do escutar. O resultado é que a pessoa humilde estimula e valoriza suas intuições e sua sensibilidade.
 

Intuição e sensibilidade são ótimos recursos que todas as pessoas possuem para melhorarem a própria vida.
 

Todavia, deve-se estar pronto para escutar e valorizar o que vem do “fundo da alma”. E o que vem do fundo da alma muitas vezes é diferente do que o ego valoriza ou deseja.
 

Esta pessoa está preparada para escutar, valorizar e seguir junto com as informações que chegam “do coração”.
 

Esta é a razão pela qual a Bíblia diz que “agrada-me fazer a tua vontade, ó Deus meu”. A pessoa humilde segue o que é bom, correto e nobre.
 

A pessoa humilde não fica presa nos limites do seu ego imaturo. Ela vai além, ela escuta, valoriza e vai junto com o que existe de mais nobre: o Caminho Nobre.
 

A pessoa orgulhosa busca uma valorização acentuada de si mesmo (alguns orgulhosos se depreciam). O humilde não prioriza a autovalorização; prioriza aprender e viver bem a realidade.
 

“É preciso muita humildade para aceitar o seu lugar no Universo. É necessário mais humildade ainda para se manter neste lugar durante todos os momentos de provações. Este lugar pode ser traduzido por manter-se (o corpo e a mente) vibrando o que existe de mais nobre e elevado na vida. Lembre que o ser humano é um processador e retransmissor de energias”. (trecho do livro – “A Espiritualidade no Dia a Dia“)

 

“A palavra humilde tem uma raiz indo-europeia, que é “húmus”. Significa “o solo sob nós”, isto é, estamos todos no mesmo nível.” Mario Sergio Cortella
 

Estamos no mesmo nível. Eu posso aprender com você e você comigo. Eu posso te servir e você pode me servir. Eu posso te ajudar e posso ser ajudado por você.
 

O caminho natural da humildade é a TROCA de ajuda, conhecimento, serviço, etc. Desta forma, todos ganham, todos colaboram e ninguém precisa se preocupar em ser mostrar melhor porque existe o compartilhar e a cooperação.
 

Quer criar à sua volta um ambiente de troca e cooperação? Comece por se mostrar interessado na troca, sendo humilde para receber o que vem do outro e compartilhar o que existe de melhor em você.
 

Humildade serve para criar este ambiente mais saudável para uma vida com menos julgamentos e mais aceitação e construção.

 

Autor: Regis Mesquita
 

 

Livros do Autor Regis Mesquita

Conheça e Leia

 

 

A estória do Sr. Manuel

 

Manuel é uma pessoa dinâmica, determinada, bem intencionada e bondosa.
 

Foi com estas qualidades que ele ajudou a fundar um centro espírita.
 

Em pouco tempo assumiu a liderança e fez o centro crescer e se desenvolver.
 

Líder carismático e justo, era a referência de todos. Sempre o procuravam para ele ajudar nas decisões, já que mostrava ser uma pessoa sábia.
 

Durante anos usou de suas boas qualidades para ajudar as pessoas.
 

Depois de mais de 15 anos dirigindo o Centro Espírita, Manuel teve um sintoma que costuma antecipar momentos de transformação e reflexão. Manuel começou a sentir um vazio.
 

Este vazio gerava nele uma perda de sentido: para que serve isto tudo que estou fazendo?
 

Manuel se esforçava para tirar o vazio da cabeça, focava em trabalhar.
 

Até que um dia não deu mais. No seu interior havia insatisfação, era preciso entender e se transformar.
 

Foi através de uma intuição que ele percebeu sua vida: ele sempre líder, sempre decidindo, sempre resolvendo problemas.
 

Manuel decidiu mudar seus papéis. Não seria mais o líder, seria o que segue. Não seria o que decide, mas o que respeita as decisões. Seria o que teria funções simples.
 

Ao permitir que os outros decidissem, ele percebeu o seu apego ao jeito como cuidava do Centro Espírita.
 

Ao ter funções simples, percebeu que era difícil ficar sem controlar a rotina administrativa do centro.
 

Ao respeitar a decisão dos outros, percebeu o quanto lhe era difícil se submeter à liderança, pois não cultivava a confiança nos outros.
 

Manuel percebeu que o orgulho havia entrado na sua vida. Usando de disfarces, o orgulho o fez ficar paralisado sempre nas mesmas funções.
 

Ele não oscilava seus papéis e funções sociais. Por isto não tinha a perspectiva do outro. Por isto aprendia menos, o que gerou a insatisfação.
 

Manuel se descobriu cheio de orgulho e com menos aprendizado. Ele voltou para a humildade e assim gerou bem estar e mais aprendizado para si mesmo.
 

Manuel passou alguns anos sendo liderado. Depois voltou a ser líder.
 

Nenhuma posição é melhor que a outra, nem mais digna. Cabe à pessoa desenvolver qualidades para poder desempenhar todas elas.
 

A cada momento uma nova realidade e, portanto, novas oportunidades de oscilar de papéis e funções.

 

 

Leia também:

 

Corrigir erros, método certeiro para fortalecer a mente e ampliar a consciência
 

A humildade e o conhecimento progressivo da vida
 

Serei um aproveitador de tudo que há em mim
 

Mutualismo e humildade: 100 trilhões de bactérias vivendo no nosso corpo
 

Focar o presente e a simplicidade para amplificar a satisfação
 

Oito dicas para você vencer na vida praticando a paz e a justiça no coração

 

 

https://www.facebook.com/ocaminhonobre/

 

 

Dica:

Receba todos os novos textos do blog Caminho Nobre no seu email. Na coluna da direita tem um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição).

É simples! É rápido! É fácil!

 

 

Se você aprender a lição, a vida fica muito mais fácil

 

 

Gostou das imagens deste texto?

Tenha acesso a todas as IMAGENS com pensamentos do Blog Caminho Nobre para você compartilhar:

https://www.facebook.com/caminhonobre.regismesquita

ou

https://br.pinterest.com/regismesquita1/

 

 

Direitos Autorais:

Os textos do Blog Caminho Nobre, escritos pelo seu autor Regis Mesquita, estão registrados junto ao Escritório de Direitos Autorais da Fundação Biblioteca Nacional.

 

 

Licença para reprodução dos textos do Blog Caminho Nobre, siga as instruções

 

Anúncios

5 Comentários (+adicionar seu?)

  1. renataelus
    fev 18, 2016 @ 20:11:53

    Primo!

    Os Humildes tem a porta dos céus!🙏 Você me encanta com sua inteligencia e evoluçao de sempre!! Busco desde que Claudia partiu, so evoluir o espirito, como os sabios de nossos pais! Dia 20 papai e mamae fazem 53 anos de casados, uma Bençao🙌 Papai está lendo seu livro, emprestei o meu !

    Muitas saudades! Lucca ja mora em SP e Luisa presta este ano Puc e Unicamp, lembrei de vcs!!

    Renata

    Enviado do meu iPhone

    >

    Responder

  2. Matheus Santos
    abr 03, 2016 @ 04:04:07

    Incrível o seu post ! Eu amei o blog, e o conteúdo que você adiciona a ele ! Obrigado por compartilhar seu conhecimento 🙂

    Responder

  3. Sebastiana Matrtins Azevedo
    set 02, 2016 @ 19:41:48

    Gostei muito do conteúdo seu blog. Foi a primeira vez que acessei e tenho certeza que não será a última. Parabéns.

    Responder

  4. Andre
    nov 20, 2016 @ 18:20:00

    Muito bom!

    Responder

  5. Trackback: Sites que ganham dinheiro criando notícias falsas precisam de quem acredite nelas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: