Pessoas que sofrem por causa da mente reativa

 

 

Jean Paul Sartre frase sobre a liberdade.

 

 

Jesus orientava as pessoas a oferecerem a outra face se forem agredidas. Este mesmo Jesus derrubou as barracas dos cambistas dentro do templo de Jerusalém. Existe contradição nestas duas posturas do grande Mestre? Não existe, se entendermos qual é a essência da mensagem de Jesus.

 

Refletiremos a partir de um exemplo: Antônio diz para os amigos que o João é seu “escravo”, pois ele é capaz de deixar o João bravo a hora que quiser. João conversa feliz, Antônio chega perto dele e começa a provocá-lo. Em poucos minutos João está enraivecido e Antônio está feliz. João fez o que o Antônio quis porque está acostumado a ser “mandado” pelo que acontece fora dele. João é reativo, por isto desvia dos seus objetivos e das suas escolhas sempre que é estimulado. Jesus nos alerta que isto é um absurdo. A pessoa deve seguir seu caminho e treinar para não se deixar dominar pelos estímulos que chegam até si. Este é o sentido de “dar a outra face”: não ser controlado pelo que vem de fora.

 

Quando derrubou as barracas dos cambistas, dentro da área sagrada de Jerusalém, Jesus agiu com o objetivo de alertar as pessoas para as atitudes corruptas dos negociantes e dos sacerdotes do Templo. Ele tinha o objetivo de ensinar e resolveu ensinar agindo diretamente sobre o problema. Oferecer a face e derrubar as barracas dos cambistas são duas situações distintas. Em ambas as situações, Jesus agiu como um homem livre que persegue um objetivo nobre. João agiu como um dependente de tudo o que é externo a si. Jesus é o maior exemplo de mente neutra (mente clara). João está dominado pela mente reativa.

 

Preste atenção na imagem abaixo:

 

 

A mente reativa sempre prioriza se defender de algo que a incomoda, dá medo, gera insegurança, ansiedade ou dúvida. A mente reativa foca em identificar estas dificuldades e tenta sofrer o mínimo possível. A frase “as pessoas gostam do que não tem” reflete muito bem o domínio da mente reativa. Pessoas reativas, quando estão em uma situação boa, usam sua mente reativa para se distanciar. A consequência é que se dispersam, começam a produzir dúvida, ansiedade, medo de perder, etc. Destroem o que têm e desejam o que não têm (autoboicote). A mente reativa é especialista em procurar problemas, perigo, perdas, etc.

 

A imagem reflete a realidade interna de muitas pessoas. Desprezam o que possuem e querem o que não tem. Mostra a dificuldade em usufruir do que é real, verdadeiro e que está no presente. É o preço, em maior ou menor grau, pago por todos que vivem a mente reativa.

 

Eu estava no paraíso e não sabia

 

Consequências e vantagens da mente neutra (mente clara)

 

Corrigir erros, método certeiro para fortalecer a mente e ampliar a consciência

 

Imagine uma pessoa apaixonada, com medo de sofrer ou ser abandonada. A paixão gera proximidade e “entrega”, enquanto isto a mente reativa fica remoendo todos os riscos e dúvidas. A pessoa não quer sofrer; dominado pela mente reativa este não sofrer é quase igual a se distanciar e tornar pior tudo o que é próximo. É desvalorizar o que se tem. É a fraqueza e incapacidade de viver um risco baseado no amor e nos sentimentos mais nobres (mais intensos, portanto, potencialmente mais doloridos).

 

O ditado antigo diz que “a manga do vizinho é sempre melhor”. Mais uma vez, ele despreza o que tem e deseja o que não tem.

 

Esta mesma mente reativa produz frases bonitas que trazem muita negatividade. Tome muito cuidado com frases assim: “vá atrás dos seus sonhos”. Cuidado! Seu sonho pode ser fruto do desprezo pelo que você tem e é. Na maior parte das vezes será exatamente assim.

 

As pessoas reativas gostam do que não tem e se tem não conseguem aproveitar plenamente. Este é um grande sofrimento. É um padrão neurótico que torna a vida difícil e complexa.

 

Preste atenção nesta frase que também mostra a mente reativa funcionando: “Memória é uma coisa engraçada… Lembro de tudo que queria esquecer. Esqueço de tudo que preciso lembrar”. Parece coisa de masoquista. A pessoa lembra tudo o que queria esquecer porque sua mente está treinada para ficar FIXADA nas informações que geram necessidade de defesa (geralmente negativas). Ela esquece aquilo que deveria lembrar para ser feliz e eficiente. O resultado é o sofrimento.

 

A maior parte das pessoas vive assim e acredita que a vida é assim mesmo. Não conhecem e nem entendem as regras que regem a mente neutra (mente clara). A mente clara também se protege, mas esta não é sua prioridade. Sua prioridade não são os desejos, não são as fantasias e nem o orgulho. Sua prioridade é focar o presente e usufruir o que é e do que tem. Ela dá intensidade nas suas vivências do presente, porque sabe que deve aproveitar muito o aqui e agora.

 

Observe bem: o principal é usufruir o que somos e do que temos. Usufruir do próprio corpo, da própria vida, das potencialidades de quem está à nossa volta, etc. Aprender a se entregar para o momento presente, sempre tendo em mente o “Fator Mínimo”. Ou seja, ter em mente aquilo que é central e dá lógica para a experiência que a pessoa está vivendo.

 

Aqui no Blog Caminho Nobre existem vários textos mostrando como fazer esta migração para a Mente Neutra (Mente Clara). Jesus nos ensinou um método: mantenha-se no objetivo, “dê a outra face”, mas não abandone o que é o principal. Consideramos difícil estar em um lugar, levar um “tapa na cara”, não reagir e continuar feliz. Eu digo: é o que deveríamos fazer na imensa maioria das vezes para treinar entrar na Mente Neutra. Quem tem a mente reativa acha que quem dá a outra face é bobo. Acontece que são estas mesmas pessoas que reclamam de lembrar o que querem esquecer e esquecer o que precisam lembrar. Eu pergunto: quem é mesmo o bobo?

 

Uma história sobre o Dalai Lama.

Perguntaram se ele não sentia raiva quando lembrava que os chineses invadiram o Tibet, mataram monges, destruíram mosteiros, torturaram populares e estão tentando destruir a cultura local. Dalai respondeu que os chineses tiraram dele sua pátria, muitos amigos, agrediram sua religião, mas que jamais permitiria que eles destruíssem sua alma. Ou seja, ele mantém sua conduta de monge pregador da paz mesmo sob intensa pressão. Mais um exemplo demonstrando que “ofertar a outra face” é condição de perseverança no caminho da evolução.

 
 

Autor: Regis Mesquita

https://twitter.com/SaberEspirita

 

 

Apresentação do livro “A Espiritualidade no Dia a dia”

Atenção: este livro é altamente recomendado para os leitores que acompanham o Blog Caminho Nobre.

Clique aqui

 

Leia livro espiritualista A Espiritualidade no Dia a Dia

 

 

Acompanhe o Blog Caminho Nobre no Facebook:

https://www.facebook.com/ocaminhonobre/

 

 

 

Leia também:

 

Um bom exemplo da diferença entre mente reativa e mente clara
 
Aceitar viver a vida intensamente
 
Preguiça: a arte de tornar tudo difícil 
 
Regras simples para diminuir o stress
 

Lei da Misericórdia Divina – a forma como Deus trata os espíritos 

 

 

Tem perdas que a gente só ganha.

 

 

Dica de estudo: os textos do blog Caminho Nobre devem ser lidos pelo menos 3 vezes. Mais vale ler várias vezes um texto, do que ler rapidamente vários textos. O aprendizado e o entendimento acontecem à medida que você estuda e memoriza os ensinamentos. Depois, pratique-os com perseverança.

 

 

Anúncios que porventura apareçam neste blog são de inteira responsabilidade do WordPress, que é o destinatário dos lucros com eles obtidos, e não têm absolutamente nenhuma relação com o conteúdo ou com o responsável pelo Blog Caminho Nobre.
 

A única venda que este blog indica são os livros de seu autor, Regis Mesquita. Todavia, entendo que o WordPress, que hospeda gratuitamente este blog, tem que ter seus próprios meios de sobrevivência.

 

 

Anúncios

13 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Angela Castro
    jul 15, 2012 @ 14:18:41

    É de grande valia este estudo da mente reativa, a esplicação de dar a outra face tambem para mim caiu na hora certa. Muito obridaga.

    Responder

  2. sandra moraes anchão
    set 17, 2012 @ 22:49:42

    Adorei conhecer a psicologia racional,vem de encontro com tudo que acredito, obrigada,parabens!!!

    Responder

  3. gabriella
    jan 23, 2013 @ 08:57:02

    Muito bom.. Adorei!

    Responder

  4. Trackback: Mente clara, a mente que abraça o amor | Caminho Nobre
  5. Trackback: Sobre como os desejos produzem a maldade | Caminho Nobre
  6. Trackback: Corrigir erros, método certeiro para fortalecer a mente e ampliar a consciência | Caminho Nobre
  7. Trackback: Cuidado com a divisão da mente. Método para expandir sua consciência. | Caminho Nobre
  8. Trackback: Eu estava no paraíso e não sabia | Caminho Nobre
  9. Fabio
    nov 29, 2014 @ 15:12:49

    Fiquei mais aliviado apos ler este texto, obrigado, preciso mudar o meu jeito, sofro por nada, vivo nessa ansiedade faz 2 anos e nunca passa esse “temor” do amanhã, vivo na defensiva, isso desgasta muito …

    Obrigado

    Responder

  10. Gabriel
    jul 21, 2015 @ 04:07:01

    Regis, esta de parabéns pelo site. Teus textos são interessantes, profundos e muito bons de ler.

    Responder

    • regismesquita
      jul 29, 2015 @ 12:46:17

      Gabriel, obrigado e seja sempre bem vindo.
      Lembre-se: procure ler pelo menos três vezes cada texto. A pressa que temos hoje é sempre um complicação para os aprendizados mais profundos.

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: