Mutualismo e humildade: 100 trilhões de bactérias vivendo no nosso corpo

 

Colaboração é a base da vida. Saiba porque.

 

 

Por Regis Mesquita

 

Nossa sobrevivência e saúde dependem das bactérias do nosso corpo

 

O jornal norte-americano The New York Times publicou a seguinte notícia:

 

“Durante anos as bactérias foram vistas como vilãs e tidas como responsáveis por infecções e doenças. Ou seja, algo que se deveria evitar a todo custo.

 

Mas agora, sob o olhar mais detalhado de pesquisadores, bactérias ganharam um papel de destaque que vai muito além da saúde e da doença. Os 100 trilhões de bactérias benignas que habitam o corpo humano desempenham um papel vital na vida das pessoas.

 

São essenciais para a vida, necessárias para a digestão e para sintetizar alguns tipos de vitaminas. Além disso, elas protegem nosso corpo contra doenças causadas por bactérias malignas.

 

Em uma pesquisa norte-americana que levou cinco anos, como parte do Projeto Microbioma Humano, que foi comparado ao Projeto Genoma Humano, 200 cientistas de 80 instituições sequenciaram o material genético de bactérias extraídas de aproximadamente 250 pessoas saudáveis.

 

Eles descobriram mais colônias de bactérias do que imaginavam – são milhares de colônias em cada pessoa. E variam de pessoa para pessoa”.  (Fonte: clique aqui)

 

 

Você sabe o que é mutualismo?

 

  • Mutualismo é a INTERAÇÃO entre duas espécies na qual uma ajuda e depende da outra. Estas bactérias precisam do nosso corpo para sobreviver. E o ser humano também precisa desses 100 trilhões de bactérias que vivem dentro de si para sobreviver e ter qualidade de vida.

 

A sabedoria da natureza é fantástica! Ela mostra ao ser humano que ele é dependente. Ele somente sobrevive porque trilhões de seres colaboram com ele. Quando alguém te ajuda o que você faz? Como você se sente? Como você retribui? Você se sente grato ou despreza a colaboração?

 

 

Menos megalomania e mais humildade

 

A Bíblia diz que o humano foi criado para dominar a Terra.

Nossos antepassados pensavam que a Terra era o centro do Universo.

O Alcorão diz que Deus fez os anjos se prostrarem frente ao homem.

Atualmente, religiões estão se expandindo divulgando informações como: você é perfeito, o que você pensa acontece, etc.

São todas ideias megalomaníacas, que mudam somente de época e de circunstâncias.

Nessas crenças, o ser humano é superespecial; é o centro da criação divina ou com superpoderes especiais.

 

Qual a realidade?

 

  • o ser humano é DEPENDENTE até das bactérias – aqueles seres que te ensinaram a desprezar e combater.

 

Basta ligar a televisão que verá propaganda de produtos químicos (sabonetes, por exemplo) propondo contaminar seu corpo e o ambiente em troca de matar até 99% das bactérias.

 

Hoje você está descobrindo que estas propagandas são uma insanidade. Uma burrice! Porque vamos matar nossos amigos? Basta lavar as mãos com um sabão comum para tirar o excesso de sujeira. Observe que a vida com humildade é mais simples e mais barata.

 

Mais realidades para você refletir:

 

A “criação” de Deus perderia sentido se a raça humana tivesse fim?

Não, tanto é que a raça humana é muito recente na história do universo. São bilhões de anos (no mínimo) de “criação”/geração do universo para poucos 200 mil anos de existência dos humanos.

 

Os espíritos dependem de existir humanos para poderem encarnar?

Não, lógico que não. A origem dos espíritos antecede à raça humana.

 

  • Então, por que tanta megalomania? Imaturidade.

 

É difícil para muitas pessoas aceitar que, se a raça humana acabar, o universo continuará. A vida no Universo continuará; assim como a vida espiritual também continuará.

 

Não somos o centro da criação divina, nossa raça não é eterna. Somos dependentes. Recebemos muito.

 

 

Viver em cooperação, evoluir para cooperar mais ainda

 

Descobrir que sem a ajuda das bactérias não conseguimos manter nosso corpo vivo pode gerar um novo entendimento MAIS HUMILDE da vida.

 

  • A vida foi organizada dessa forma para que todo o Universo pudesse ter a oportunidade de ofertar e usufruir (colaboração, cooperação).

 

Quanto mais amadurecemos, mais ofertamos. Ao evoluir, desenvolvemos qualidades e habilidades que podem ser extremamente úteis para outros seres.

 

Vivemos em sociedade. A energia chega até nossas casas porque existe quem cuida desse setor. Nosso corpo precisa de bactérias para sintetizar algumas vitaminas. Recebemos muito, devemos ofertar muito. Esta é a grande função da evolução: contribuir cada vez mais para tornar mais justo, mais equilibrado e mais acolhedor o local onde vivemos.

 

O FOCO do ser humano que cultiva a Mente Neutra – A MENTE SUPERIOR – deve ser: desenvolver habilidades e qualidades para ofertar cada vez mais. (Assista vídeo sobre a Mente Neutra, CLIQUE AQUI)

 

 

A função do ser humano dentro do Universo

 

  • Não somos Especiais. Somos especiais na mesma medida que um gato ou uma ameba é especial.

 

Na prática, não somos especiais. Não precisamos disto! Nossa vida é a mesma, mesmo que não sejamos especiais.

A realidade é mais forte que as ideias; a vida continua sempre como Deus a organizou.

Quer tenhamos consciência ou não, quer aceitemos ou não – a vida é organizada pelas Leis de Deus.

 

  • Humildade! O ser humano precisa de humildade para entender qual é sua função dentro do Universo.

 

Sabemos que o Todo “vive muito bem” sem nossa presença – não é dependente de nós nem da nossa escolha. Somos incrivelmente minúsculos; todavia, podemos colaborar – temos potencialidades. Podemos nos esforçar para ofertar bastante e, assim, colaborar com o Universo.

 

Podemos colaborar, agir positivamente, ajudar, fazer bem feito, ser eficiente, amar, cuidar, amparar, estudar.

Podemos fazer muito, porque o ser humano é o fazer; o fazer é muito mais importante que o pensar.

 

Nosso lugar no Universo é cooperando com ele. Da mesma forma que outras criaturas colaboram conosco.

 

 

 

 

Romper com a consciência baseada no ego

 

O que precisamos é romper com a consciência baseada no ego.

 

  • É o ego que precisa se sentir ESPECIAL. Nosso espírito não está nem aí para este sentimento.

 

O foco é servir, pois é servindo que o ato de fazer ganha equilíbrio. Explico: o que é bom para mim, também deve servir ao próximo. Tudo é valorizado! Tudo é respeitado!

 

Para se sentir especial o ser humano desqualifica as bactérias, por exemplo. Desqualifica outros seres humanos, desqualifica, desqualifica. Não existe orgulho sem negativizar algo.

 

Por causa do orgulho, guerras religiosas sempre aconteceram. Um humano fica desqualificando a religião do outro. Surge a raiva, o preconceito, as guerras.

 

Muitos tipos de guerras acontecem por causa do orgulho e da desqualificação. Uma delas é pelo controle da sua mente. O ego imaturo se rebela para controlar a mente, que deve ser controlada através das emanações do seu espírito (aprenda mais no livro A Espiritualidade no Dia a Dia).

 

Resumindo:

sentir-se especial é de uma inutilidade atroz para a evolução espiritual.

Algumas pessoas podem sentir-se confortadas ou motivadas com esta ilusão; o preço é a distância da humildade.

Se queremos evoluir e “abrir as portas da espiritualidade” temos que ir além do ego. Temos que nos ABRIR para o espírito que somos.

 

 

A humildade é a chave que abre as portas para o espírito

 

  • Ao fortalecer o domínio do ego sobre a consciência, diminuem a interação com o que vai além da consciência.

 

O princípio da vida é a cooperação. É o mutualismo! Um ajudando o outro. O que vale para as bactérias que permitem nossa sobrevivência física vale também para o espírito que permite nossa sobrevivência e evolução mental.

 

Dependemos do que vem de DENTRO PARA FORA para sobreviver e desenvolver a sabedoria. Nossa consciência é MUITO LIMITADA. Ela precisa das emanações que o nosso espírito emite para se energizar e ter novas inspirações, intuições, estímulos, interesses, etc.

 

Existe uma profunda interação entre o espírito e a consciência, entre o plano espiritual e a consciência. Esta interação deve ser estimulada, percebida, valorizada e estimulada.

 

O que acontece?

 

O orgulho cria conflitos e faz o ego querer dominar. Ele quer dominar mesmo nos momentos em que cabe a ele obedecer (este texto sobre o amor irá te ajudar a entender esta submissão do ego, CLIQUE AQUI).

 

Quem é humilde é mais capaz de respeitar e valorizar a religião alheia, por exemplo. Também é mais capaz de valorizar e respeitar os sinais que vem DE DENTRO PARA FORA. Você recebe estes sinais todo o tempo, seu espírito é ativo, você deve estar preparado para perceber e respeitar o que vem “da sua alma”.

 

 

Uma visão humilde e sábia sobre a humanidade

 

Com o mutualismo você tem a CERTEZA de que recebe muito e que pode contribuir muito. Quanto mais sábio você for mais conseguirá aproveitar e mais ofertará.

Ninguém é especial. Todos são partícipes de uma união que traz muitas vantagens para todos e que é fundamental para facilitar sua evolução espiritual.

 

Uma verdade:

  • Jesus lhe ama, não porque você é especial. Mas porque Ele desenvolveu a capacidade de amar. O amor emana através Dele e lhe beneficia. Ele oferta o amor que Dele transborda.

 

Se quiser segui-Lo como exemplo, faça como Ele, sirva.

O amor falará a você: “vamos fazer juntos, vamos humildemente superar obstáculos. Você precisa das vibrações e do saber espiritual para ir além do seu ego, SOZINHO VOCÊ CAMINHA MUITO MAIS DEVAGAR, se entregue e confie”.

 

Lição:

você não consegue sintetizar todas as vitaminas que seu corpo precisa. Isso acontece porque a organização da vida quer que exista interdependência (colaboração) de todos.

Por isto não somos completos, muito menos perfeitos. A completude e a “perfeição” estão no Todo; nós somos parte e a parte deve se envolver com o Todo justamente porque em si existem LIMITES (há pessoas que odeiam os limites).

Precisamos aprender porque não somos perfeitos, precisamos compartilhar porque não somos completos.

Precisamos ofertar porque recebemos muito e nossa natureza se revela quando ofertamos.

É no mutualismo que a verdadeira natureza do ser humano aparece – compartilhar, ofertar, colaborar, receber, estar junto, servir, amparar, cuidar – para que, por meio dessas atitudes, possamos gerar o bem, o NOBRE, o verdadeiro, a justiça, propagar o amor e INTEGRAR COM A TOTALIDADE.

O ser humano evoluído é menos EU e mais NÓS.

 

Lembre-se:

É preciso muita humildade para aceitar o seu lugar no Universo. É necessário mais humildade ainda para manter-se nesse lugar durante todos os momentos de provações.

Esse lugar pode ser traduzido por manter-se (o corpo e a mente) vibrando o que existe de mais nobre e elevado na vida.

  • O ser humano é um processador e retransmissor de energias.

 

Não se esqueça:

O ser humano sábio mantém sua mente e seu corpo vibrando o que existe de mais nobre e elevado na vida.

 

 

Te convido a se aprofundar nos estudos lendo o livro “A Espiritualidade no Dia a Dia”.

 

Especialmente estes capítulos:

1 – Dominar ou caminhar a favor?

2 – Ser humano: ser cooperador

3 – Uma nova forma de o ser humano se perceber

 

(Comece a ler o livro agora, CLIQUE AQUI)

 

 

Autor: Regis Mesquita

Contato e Terapia: regismesquita@hotmail.com

 

 

Quer receber nossos emails?

 

A cada 45 dias mandamos um email com novidades e textos especiais.

Solicite através do email de contato acima.

 

 

 

Oitavo passo da evolução espiritual: aprenda a escutar o espírito que você é.

 

 

 

A natureza vive em ritmo de troca e colaboração

 

“O foco é servir, o foco é colaborar. O foco é o ser humano sempre pensar: como posso ajudar? Como posso colaborar?

Até as bactérias que vivem dentro de nós colaboram. Toda a natureza vive em ritmo de troca e colaboração.

Portanto, a biologia e a inteligência do ser humano respondem muito bem aos esforços que acompanham o ato de servir e colaborar.

Geram vibrações elevadas, que sintonizam o ser humano com níveis mais elevados de sentimentos, pensamentos e sabedorias.

 

O lugar que o ser humano deve ocupar é este: sintonizado com as vibrações mais nobres do universo. Essa sintonia só acontece quando o ser humano se esforça para realizar sua natureza, que é evoluir e servir.”

 

Trecho do livro “A Espiritualidade no Dia a Dia

Clique aqui e conheça o livro.

 

 

 

Desenvolva sua espiritualidade de forma segura. Livro A Espiritualidade no Dia a dia

 

 

Leitura Recomendada:

 

Cientistas provam que eles são pouco evoluídos

 

Serei um aproveitador de tudo que há em mim

 

Aceitar viver a vida intensamente

 

O que é ser humilde? Saiba como a humildade vai te ajudar a ter uma vida melhor

 

Vibrações elevadas podem mudar nosso comportamento

 

Livros do Autor Regis Mesquita

 

 

 

Cora Coralina. Eu me esforço para ser melhor a cada dia. Pois bondade também se aprende.

 

 

 

CONHEÇA O CANAL,

CLIQUE AQUI

 

 

DIREITOS AUTORAIS

 

Os textos do Blog Caminho Nobre, escritos pelo seu autor Regis Mesquita, estão REGISTRADOS junto ao Escritório de Direitos Autorais da Fundação Biblioteca Nacional.

 

Proibida a reprodução! Este artigo não pode ser reproduzido por meio impresso, eletrônico ou qualquer outra forma sem a autorização escrita do seu autor (SAIBA MAIS).

 

 

 

Anúncios

8 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Trackback: Simplicidade e humildade geram o bom senso | Caminho Nobre
  2. Trackback: Se eu te respeito, por que você não vai me respeitar? | Caminho Nobre
  3. Trackback: Sobre como os desejos produzem a maldade | Caminho Nobre
  4. Trackback: Ofertar sempre, para continuar vivendo bem | Caminho Nobre
  5. Luisa Teodora
    ago 02, 2014 @ 23:26:40

    Foi lindo ler este texto e saaber que é a mais pura verdade sendo dita. Toda semana venho aqui e escolho um dos seus textos para ler e pensar.

    Responder

  6. Felipe
    mar 27, 2019 @ 01:24:00

    Creio que somos o próprio Deus (energia inteligente)se experienciando,assim como o exemplo das bactérias,existem as benignas e as malignas,nossa concepção foi através da competição,mas claro que na existência também existe o cooperar ,servir …Enfim o todo em nós e nós nele.

    Responder

    • regismesquita
      abr 02, 2019 @ 08:08:54

      Felipe,
      maligno depende do ponto de vista. Para a gazela o leão é maligno. Para o leão ele está apenas em busca de alimento para sua família. E ainda ajuda a adubar a terra com a decomposição da carcaça.
      Este julgamento maligno ou benigno esconde um ponto central que é a evolução do espírito. Frente à evolução do espírito o que conta são as experiências e a capacidade de usá-las para ganho de sabedoria. Ou seja, uma pessoa que morre hoje em um acidente de carro terá terminado a vida do corpo (algo grande). Para o espírito esta experiência será pequena e talvez irrelevante.
      Seja bem-vindo! Que todos nós sejamos capazes de retribuir tudo o que recebemos.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: