A dificuldade de dizer “Eu te amo”

 

Só há uma forma de bloquear o amor, gerando conflitos internos e externos.

 

 
Por que o ser humano possui tanta dificuldade de dizer coisas boas? Insegurança? Medo? Vaidade? Orgulho?

 

O grande poeta John Donne escreveu um poema chamado O Triplo Louco. Ele começa assim:

 

“Sou duplamente louco, confesso,

 

Por amar demais e

 

Confessá-lo em verso.

 

Mas quem não quereria estar em mim

 

Se ela dissesse SIM”?


 
Ele se acha louco por amar e mais louco ainda por confessar o amor. A recompensa seria um sim da mulher amada. Portanto, a vida é risco, os sentimentos nobres geram risco. Geram risco porque colocam a vida em movimento; o resultado é a perda de controle.

 

A decisão é da mulher amada. Ele ama, ela escolhe se retribui ou não. Amar é a perda de controle, a dúvida, o não saber, o risco. Dizer eu te amo é aumentar o descontrole, transferindo definitivamente para o outro a decisão: quero ele ou não.

 

A vida da maior parte dos seres humanos é organizada para diminuir os riscos. Mesmo que o resultado seja a morte “da alma”. Se não amo ninguém, não dependo de ninguém. Pode ser também: amo meu cachorro porque ele não me abandona – o animal, escravo de um ambiente fechado, profundamente dependente e sem conhecer outras opções, sempre recompensa seu provedor. Risco quase zero de perda de controle.

 

Amar dá medo, pois é a mente “jorrando” sem controle

 

Mente clara, a mente que abraça o amor

 

Aceitar viver a vida intensamente

 

Pablo Neruda, o poeta, explica os dois caminhos da vida e do amor

 

 

Uma ideia muito comum é esta: “se eu disser te amo, ela vai fazer pouco caso de mim. Não dizendo nada, não sou desprezado”. Quantas vezes as pessoas escolhem estes jogos neuróticos para se protegerem. Tornam a vida mais pobre, assim imaginam que ela será mais segura.

 

Segurança e certeza só existem onde há repetição constante das mesmas coisas – estagnação. A inovação e o inesperado (espontaneidade) quase sempre são idealizados, cantados, falados, mas POUCO PRATICADOS.

 

A pessoa começa a amar a outra. Surge a insegurança. A mente desta pessoa está acostumada a valorizar a segurança. O resultado é este: “Quero segurança. Preciso paralisar a vida, preciso de certezas, não aguento o risco”.

 

A consequência: surge dentro do ser humano a necessidade de JUSTIFICAR o ficar estagnado. Para justificar são criadas dezenas de mentiras ou regras. A vida fica mais confusa e mais chata. Explico: o amor é movimento. O amor te faz aproximar de outra pessoa e interagir com ela – este é o caminho natural do ato de amar. Para se manter distante a pessoa terá que criar alguma desculpa ou regra. O que era para ser simples (amo por isto me aproximo) passa a ser confuso porque repleto de desculpas que visam justificar o ficar paralisado (distante).

 

A vida em sua essência é inexplicável. Ela acontece e, em parte, somos testemunhas de nossa própria existência. Para controlá-la temos que tentar paralisar as forças vitais que encaminham a nossa vida para lugares e situações que vão muito além dos nossos desejos e das nossas vontades.  Estas forças vitais são os sentimentos, sensações e pensamentos nobres que surgem de dentro para fora. De dentro para fora surge o amor, as intuições, as sensações de bem estar, a simpatia, o carinho e tantas outras forças que mudam o rumo e as decisões do ser humano.

 

Para estar repleto de sentimentos, pensamentos e sensações nobres é necessário ter coragem para seguir o desconhecido. É desta forma que aprendemos a confiar nestas forças vitais que vibram em nosso interior e à nossa volta. O poeta John Donne se acha louco por dar vazão a estas forças internas…

 

A vida boa é intensa. A vida na qual Deus vibra é inexplicável. Esta vida flui, e não somos plenamente donos dela. Somos testemunhas e partícipes. Desapegamos e confiamos. Seguimos e não dirigimos. É a incerteza. O amor se vive, não se controla. A vivência espiritual se vive, não se controla. É o momento do amor, é o momento da vivência espiritual. Não escolhemos sempre.

 

Qual é a escolha mais comum: o apego, o medo, a fuga, o distanciamento, o alheiamento. O preço: somente dizem “te amo” quando possuem muita segurança e muita certeza – e mesmo assim sofrem muito. Alguns diminuem o amor, outros matam o sentimento. Assim, vivem mais seguros, com o amor morto ou diminuído.

 

Será que é uma escolha boa?

 

Elas matam a “luz do fundo da alma” e depois perguntam: “porque a vida é tão complicada?” E Deus responde: “sabe aquela luzinha que tu apagastes? Ela era a tua guia na vida, para iluminar teu caminho, para te trazer intuições, para  transformar conhecimento em sabedoria, para ampliar tua consciência; enfim, para te levar ao Fluxo de Deus. Ela servia para te facilitar a vida, mas você decidiu que ela só complicava…”.

 

O ego funciona na base do controle. Por exemplo: você sai de manhã para ir ao trabalho. O ego organiza seus atos para que você consiga chegar ao trabalho. Este é um bom controle.  Cada ação é planejada para gerar um fato positivo (por exemplo, você anda até o ponto de ônibus aonde pega o ônibus que te leva para o lugar certo). A vida, porém, não pode ficar restrita ao que o ego controla. De dentro para fora surgem inúmeros estímulos que também conduzem a vida. O amor, por exemplo. Também a amizade e tantos outros estímulos que vem de dentro para fora.

 

De dentro para fora, a vida muda. Nem sempre entendemos, nem sempre nos sentimos seguros. De dentro para fora, novos desafios surgem, novos interesses aparecem. O amor é a forma mais fácil de perceber a vida caminhando por rumos que o ego não controla. Mas, é o tempo inteiro assim: sua alma e seu interior geram estímulos que podem dirigir sua vida. Por isto, em parte somos expectadores de nossas vidas. Deve-se ter coragem para aproveitar estas forças a fim de gerar boas experiências. Para não aproveitar estas forças é necessário gastar muito esforço para paralisar a vida (ou parte dela).

 

Coragem e confiança. Coragem para enfrentar novos desafios e confiança de que estes novos desafios podem te tornar mais amadurecido, melhor preparado e mais forte. Existe o risco, sempre. Nem tudo dará certo na vida. Mas, quem aproveita a oportunidade sempre estará melhor preparado para conquistas e superação.

 

A insegurança apavora o ser humano. Quando existe uma vida intensa (o amor, por exemplo) a insegurança é multiplicada. Você deve entender que coragem é a capacidade de caminhar pela vida permitindo que o inexplicável e o incontrolável aconteça. Por isto que é tão importante desenvolver a sabedoria e tantas outras qualidades – com estas qualidades é que se restabelece a paz interior.

 

Teu esforço é ter força interior para enfrentar os desafios da vida (mesmo os não planejados e os não desejados). Todos os sentimentos mais nobres e mais intensos geram desafios que o ego não controla plenamente. Algumas pessoas se apavoram e se bloqueiam. Bloqueiam o que é bom e nobre. “Tremem as pernas” na hora de dizer “eu te amo”.

 

“Tremem as pernas” também quando do seu interior surgem forças que conduzem para a vida mais elevada e nobre. Bloqueiam o que é bom e nobre. Quem bloqueia o que é bom e nobre (a maior parte da população) tem uma vida mais difícil e complicada.

 

 

Autor: Regis Mesquita

https://twitter.com/saberespirita

 

 

Gostou deste texto?

 

Recomende esta postagem no G+, compartilhe no Facebook, retuite ou mande o link deste texto por email.

 

 

 

Leia também:

 

O que é ser humilde? Saiba como a humildade vai te ajudar a ter uma vida melhor

 

Viver sem ciúmes. Vou ser quem ama e oferece uma vida feliz e legal.

 

Ninguém controla tudo o que acontece na própria vida

 

Ofertar sempre, para continuar vivendo bem

 

A paixão se transformando em amor

 

Briga de casais: não se esqueça que seu cérebro completa e inventa a realidade

 

Amor é movimento, é o ideal para quem evolui, aprende e amadurece.

 

 

Dica:

 

Receba todos os novos textos do blog Caminho Nobre no seu email. Na coluna da direita tem um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição).

 

É simples! É rápido! É fácil!

 

 

Para acompanhar as atualizações do Blog Caminho Nobre no Facebook: https://www.facebook.com/apsicologiaracional/

 

 

Direitos Autorais:

 

Os textos do Blog Caminho Nobre, escritos pelo seu autor Regis Mesquita, estão registrados junto ao Escritório de Direitos Autorais da Fundação Biblioteca Nacional.

favoritos

Anúncios

12 Comentários (+adicionar seu?)

  1. CLAUDINA ROMANA FILHA
    ago 04, 2011 @ 00:07:37

    ACRESENTANDO OS GRIFOS SOBRE MENSAGEM QUE FALA DE AMOR NÃO TENHO CONHECIMENTO SOBRE AMOR! MAIS O MEU PONTO DE ENTENDER É QUE AS MAIORIA DAS PESSOAS TEM MEDO DE FALA EM AMOR PORQUE NÃO FORÃO AMADAS TIVERÃO UMA VIDA PRIVADA SOFRERÃO OCORENCIAS NEGATIVAS APONTO DE MATAR QUALQUE TIPO DE ESTIMULOS, AUTOESTIMA MUITAS PESSOAS OUVIRÃO HISTORIAS DESCRIMINANDO O AMOR DEICHANDO EM DUVIDA ,ENTÃO GERÃO MEDO DE POSSUIDAS E INJUSTIÇADAS, OU PRESIONADAS E FATOS SEMELHANTE OUTRA É PORQUE TEM VERGONHA DE DISER EU TIAMO!

    Responder

  2. CLAUDINA ROMANA FILHA
    ago 04, 2011 @ 00:27:03

    Á MENTE DA HUMANIDADE DEVERIA SER CLARA COM TODO CONHECIMENTO NESÇESARIO PRA VIVER Á VIDA NORMAL COM DESENCIA E RESPEITO E NÃO PODERIA SUBORNAR Á MENTE DE UMA CRIANÇA ATRAVES DE AMIASÇAS E CONTO DE HISTORIA QUE MENTE ENQUANTO ENCHE Á MEMORIA DE UMA CRIANÇA DE FATOS SOBRE HISTORIA DE LOBIZOMIO ZUMBIR MULA SEM CABESÇA DIZENDO PRA CRIANÇA QUE SI NÃO OBEDESÇER O COMPADE E Á COMADRE DEUS O CASTIGA MIAS QUE CASTIGO ERA ESTE OS CRIADOR DAS CRIANÇA NUNCA ESCLARESCIÃO QUAL O TIGO DE LOUBIZONIO OU MULA SEM CABESÇA ELES NÃO ESCLARESCIÃO! ASVES PENSO QUANTOS ANOS TENHO E MEU PAI MINHA MÃE NUNCA CHEGOU EM MIM PARA CONSERTAR AS HISTORIAS CONTADAS UMA DELAS É O PAPAI NOEL,OS ANJOS QUE DEUS JOGOU FORA E VEIO PRA TERRA E QUE NEM EM TODOS LUGAR PODEMOS FAZER UMA CASA. SOBRE MEU ENTENDIMENTO O UNICO LUGAR QUE AINDA ESTAR EM VISTA QUE É RUIN PARA FAZER UMA CASA É NA FAVELA PORQUE O GOVERNO NÃO TEM PENA DOS POBRI E NÃO MANDA JUSTIÇA NA HORA SERTA QUE PRECISA DIA E NOITE! TODOS ESTES FATORES CONTRIBUEM PARA UMA CRIANÇA NÃO APRENDER AMAR Á NINGEM ELES TEM VOCAÇÃO AU CONTRARIO SI SALVAR ALGEM E QUE TENHA UM BOM ESPIRITO E BOAS AÇÃO NA FAVELA FOREM Á CRITICA DOS DEMAIS QUE QUE VER TODOS POVO VULGARIZADO ENTÃO LA NÃO E BOM PARA VIVER E CRIAR CRIANÇAS FUI CRIADA NA ROSA PLANTANDO MILHO, FEIJÃO ALGODÃO MANDIOCA E CONHECIR Á DIFERENÇA VIVER NA FAZENDA E COMO CI MORASÇEM NO PARAISO EM COMPARAÇÃO COM A FAVELA!

    Responder

  3. LucileneSilva
    ago 30, 2011 @ 00:34:29

    O AMOR É SIMPLESMENTE UM ATO DE CUIDADO ÚNICO E EXCLUSIVAMENTE PARA QUE O OUTRO ESTEJA SEMPRE BEM, ISTO MUITAS VEZES IMPLICA EM RENUNCIA DE NÓS MESMOS, PARA QUE TUDO ESTEJA CONFORME IMAGINAMOS QUE DE TAL FORMA BOA PERFEITA E AGRADÁVEL SEJAMOS TAMBÉM FELIZES!

    Responder

  4. Aline da silva soares
    nov 22, 2012 @ 16:51:01

    O que sei que nunca deixarei falar que amo as pessoas os grandes amores de minha vida porque cada momento e um nico . Mesmo q venha si ferir com pessoas q amo n deixarei porque o amor q move agente aqui na terra pelo menos eu . ENTÃO VOU AMAR MINHA VIDA EM TEIRA .

    Responder

  5. Trackback: Podemos nos esforçar para ofertar bastante e assim retribuir tudo o que recebemos « Caminho Nobre
  6. Trackback: Usufruir a vida. O que, de verdade, significa isso? « Caminho Nobre
  7. Trackback: Eu não estou neste mundo para viver as suas expectativas | Caminho Nobre
  8. Trackback: O primeiro passo para mudar a realidade é mudar você mesmo | Caminho Nobre
  9. Trackback: Estimulando a Felicidade | Caminho Nobre
  10. isabel
    mar 21, 2014 @ 14:54:53

    pois eu estou muito feliz,consegui dizer eu ti amo,não sei o que vai acontecer daqui pra frente,me senti um alivio muito grande,pois achei que nunca diria a alguem,me sinto feliz realizada,pois falei com certeza foi emocionante demais,não vou negar que tive muito medo, mas foi muito emocionante,uma emoção grande por demais,realmente precisa de coragem e certeza, pra dizer … ” eu ti amo ”

    Responder

    • regismesquita
      mar 26, 2014 @ 13:59:16

      Isabel,
      toda ação benevolente e com coragem gera em nós a sensação de falta de controle. Esta falta de controle é real, e está presente mesmo nos atos mais medrosos. Nada na vida é garantido. Mas, quando agimos beneficamente fortalecemos nossa alma e nossa mente.

      Esteja sempre conosco. Coloque o blog Caminho Nobre nos seus favoritos e venha sempre para estudar os textos.

      Responder

  11. An Elza
    jul 16, 2015 @ 20:14:25

    PARA MIM, DIZER EU TE AMO É EXPRESSAR: ESTOU COM VOCÊ, CONTE COMIGO. DIGO EU TE AMO POR ENTENDER QUE EXISTEM VÁRIOS NÍVEIS DE AMOR, MÃE, PAI, IRMÃ, IRMÃO, NAMORADO, NOIVO, MARIDO, AMIGO, AMIGA, LUGARES EM FIM… EXPRESSAR É PARA MIM UM ATO DE HUMILDADE E DESPRENDIMENTO: DO ORGULHO, DO MEDO, DA VERGONHA. AINDA QUE ATOS DIGAM MAIS QUE PALAVRAS É MUITO BOM OUVIR “EU TE AMO”.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: